10 questões para saber se o seu relacionamento é saudável

Mais um conteúdo especial preparado pela nossa equipe de conteúdo. Treinamento e desenvolvimento na veia. A cada texto uma nova descoberta, um novo insight, uma nova oportunidade de crescer. Acompanhe!

Escrito por:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
casal de costas relacionamento saudavel

Por décadas, pessoas insistem que relações fracassam por falta de química, ou de interesses comuns. Em consequência, concluímos que divergências financeiras, politicas, religiosas e sexuais são estopins para separações em massa. À primeira vista, isso tudo pode até fazer sentido, dada a importância destes tópicos em nossas vidas. Mas a verdade é que estas discordâncias não definem se você vive em um relacionamento saudável ou destrutivo: Todos os casais discordam em uma série de assuntos, e mesmo assim, a maioria deles não acabam em separação.

Então, o que define a qualidade de um relacionamento? Não é o quanto você discorda, mas sim, como você discorda.

10 questões para saber se o seu relacionamento é saudável 1

De acordo com estudos da parceira VitalSmarts trazidos para você pela Aspectum, pessoas que discutem de forma eficaz são dez vezes mais propensas a terem um relacionamento saudável. Isso mesmo, DEZ vezes! Pense nisso, é possível melhorar qualquer relacionamento drasticamente – Não eliminando as diferenças, mas aprendendo a discutí-las de maneira saudável.

Quando você entra em uma discussão, palavras utilizadas, o tom de voz e as táticas de abordagem são mais importantes do que o conteúdo em si. Se você souber a forma de dizer, portanto, será capaz de abordar qualquer assunto com qualquer pessoa, fortalecendo relacionamentos ao invés de miná-los.

Aqui estão dez sinais de que sua relação está afundando. Você provavelmente não tem um relacionamento saudável se um de vocês ou ambos:

  • Apresenta timidez ao abordar tópicos muito sensíveis
  • Apela ou argumenta excessivamente quando as conversas não tomam o rumo esperado
  • Minimiza as verdadeiras opiniões para “ser legal” ou não “irritar o outro”
  • Passa muito mais tempo falando do que ouvindo
  • Costuma incluir outras pessoas na discussão, utilizando jogos de palavras para “ganhar a razão”
  • Guarda ressentimentos por mais de um dia antes de compartilhá-los
  • Cede na hora, para mais tarde culpar a outra pessoa pelo ocorrido
  • Foge das emoções ao invés de expressa-las genuinamente
  • Costuma falar para outras pessoas coisas que não falariam diretamente para você
  • Culpa a outra pessoa pela forma que está se sentindo

10 questões para saber se o seu relacionamento é saudável 2

A boa notícia? Se você consegue vê-los e os identificar, é possível corrigir-los. Melhorar a forma de se portar durante conversas cruciais pode salvar sua relação, neutralizando qualquer um destes padrões comunicacionais destrutivos.

Aqui estão 5 dicas para ter conversas mais assertivas com seu parceiro. Ao seguí-las corretamente você terá 44% mais chances de ter um relacionamento saudável, segundo estudos da Aspectum.

  • Seja curioso. Incentive a outra pessoa a compartilhar as preocupações dela primeiro. Se você estiver realmente aberto a ouví-la, ela se abrirá mais para você. Uma das principais maneiras de melhorar drasticamente a comunicação é demonstrar interesse genuíno pela outra pessoa. Ao nos sentirmos profundamente compreendidos, abrimos espaço para compreender os outros.
  • Controle seus pensamentos. Modere seus julgamentos, perguntando-se “porque uma pessoa sensata, racional, e decente faria isso?”. Lembre-se: Não é sobre você. Não importa o que a outra pessoa estiver fazendo ou falando, pode ser algo muito negativo, considere como uma dica sobre ela e não um ataque contra você – mesmo que ela o estiver tratando com tal comportamento.
  • Afirme antes de reclamar. Não vá direto ao problema. Crie um ambiente de segurança antes, deixando claro que existe respeito e carinho pela outra pessoa.
  • Comece com os fatos. Quando for discutir problemas evite acusações, julgamentos ou provocações. É bem mais difícil do que parece. A tendência é dizer “Você é muito lerdo”, quando o correto seria: “Das ultimas cinco vezes que combinamos de nos encontrar, você atrasou três.”
  • Seja cauteloso, mas honesto. Após apresentar os fatos, informe a preocupação, não de forma acusatória, apenas compartilhando a sua opinião. “Eu acho que o João não fará um bom serviço” deixa mais espaços para um dialogo do que dizer “O João não é bom”. Lembre-se de não confundir a sua opinião com um fato.

10 questões para saber se o seu relacionamento é saudável 3

Lembre-se de compartilhar este artigo!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba as últimas novidades sobre treinamentos e desenvolvimento humano

tudo sobre desenvolvimento de pessoas, capacitação & RH.

Mais do Portal

impacto socio econômica das organizações na sociedade

O impacto das organizações na sociedade

Comumente devido ao dia dia esquecemos da importância que uma empresa tem na sociedade. Você que possui uma empresa, já parou para pensar do papel importantíssimo que você está desempenhando? Indiferente do tamanho da sua empresa, ela exerce um papel fundamental na sociedade.

confiança no ambiente de trabalho

Tipos e pilares da confiança no ambiente de trabalho!

Algumas maneiras comprovadas de construir confiança no ambiente de trabalho requerem muito mais do que se pode imaginar. Se tornou líder de alguém? A comunicação eficaz pode lhe ajudar. Confiança é a base de todos os relacionamentos de sucesso. Saiba como se tornar mais confiante no trabalho.

Conheça um de nossos treinamentos pela voz do nosso CEO.
Vídeo online sem interação humana.

Assistir agora

Fique por dentro dos próximos treinamentos, webinários ao vivo e programe-se para participar de algum deles no melhor momento para você.

Agendar

Quer mais informações?
Descubra como o Google, Facebook, Bradesco, Syngenta e outros clientes tem investido na formação de seus líderes e como você pode trazer nossas metodologias para sua empresa.

Solicitar contato