Carreira

Analista de treinamento: veja 7 principais funções desse profissional

Equipe Aspectum
22/10/2021
Analista de treinamento: veja 7 principais funções desse profissional

Você assumiu uma função como analista de treinamento e desenvolvimento e quer saber mais sobre o que é esperado de você? O que é preciso para ser e desempenhar bem? Quanto ganha e qual o salário de um analista? Pretende contratar um profissional como este para auxiliar a área de recursos humanos e desenvolvimento de pessoas? Este conteúdo lhe ajudará!

Contar com um time de excelência, altamente capacitado para realizar as atividades da sua área e organização e gerar os melhores resultados, é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Ocorre que nenhum colaborador selecionado em meio a diversos candidatos chega completamente pronto e sem algumas necessidades de desenvolvimento e aperfeiçoamento, passar por algumas experiências, sendo justamente neste gap que treinamentos e capacitações passam a ser essenciais para garantir o desenvolvimento dos profissionais que fazem parte da equipe e porque não dizer do negócio.

O analista de treinamento é o profissional com as maiores responsabilidades para planejar e implementar o processo de desenvolvimento de pessoas dentro da empresa. Mas, você sabe exatamente quais são as funções desse cargo? Entende qual papel ele assume dentro de um negócio? Se quer saber mais, acompanhe!

Entenda agora quais são as principais funções de um analista de treinamento dentro de uma empresa!

1. Levantar as competências necessárias para o trabalho

Uma das atividades realizadas por um analista de treinamento dentro da empresa é o levantamento das competências necessárias para cada um dos cargos do negócio. Essa primeira atividade irá se direcionar para o LNT - Levantamento de Necessidades de Treinamento. Esse profissional mapeia os cargos existentes e consulta os processos que devem ser realizados pelo colaborador atuante em alguma posição ou em processo paga alguma vaga, quando ele assume determinada função.

A partir dessas informações, começa a identificar as competências que são necessárias para cada um dos membros do time, de acordo com as tarefas delegadas a esse profissional. Essa atividade é fundamental, uma vez que serve de embasamento para a seleção dos treinamentos, cursos e palestras a serem ministrados que darão uma melhor trajetória na formação deste profissional.

2. Mapear competências do time

Outra atividade realizada por esse profissional é o mapeamento das competências do time. Isso pode ser feito de forma individual ou coletiva, ou seja, pode ser importante mapear as competências e habilidades dos colaboradores individualmente de forma a planejar treinamentos para cada um deles, mas neste ponto com o propósito e visão de desenvolver um time mais equilibrado. Por outro lado, o mapeamento das competências pode ser o de uma equipe específica para, por exemplo, definir capacitações coletivas a serem ministradas que beneficiarão a todos.

Esse processo realizado pelo analista de treinamento, alinhado com o levantamento das competências necessárias para cada uma das atividades, é o que gera insumos para todos os outros processos feitos por esse profissional. Esses dados precisam ser cruzados de forma a evidenciar quais são as principais competências que cada colaborador precisa desenvolver para gerar mais e melhores resultados para o negócio.

3. Planejar o processo de capacitação

O analista de treinamento também é o profissional responsável por planejar todo o processo de capacitação, tanto individual quanto coletivo. Isso significa que ele define quais são os treinamentos necessários para cada colaborador e equipe, define datas e horários, assim como todo o cronograma de atividades a ser realizado dentro e fora da empresa.

Ele deve passar todo o cronograma para a equipe, de forma que os colaboradores estejam cientes de quais são as capacitações que precisam realizar e o porquê de cada uma. Além disso, o analista de treinamento é quem coloca o planejamento em prática com eficiência e atenção aos detalhes.

4. Identificar os melhores treinamentos do mercado

Não basta identificar quais são as competências a serem trabalhadas, o que significa que o profissional que atua nessa área também precisa identificar os melhores treinamentos disponíveis para a sua equipe. Isso porque existem diversas capacitações que utilizam diferentes metodologias de aprendizagem para gerar resultados. Além disso, algumas também fazem uso da gamificação enquanto outras não utilizam esses conceitos. Também existem treinamentos presenciais e online para diversas competências e habilidade que devem ser desenvolvidas.

Dessa forma, o profissional precisa determinar qual o perfil da equipe e, a partir disso, quais são os melhores treinamentos a serem ministrados dentro da empresa, de acordo com os interesses de cada profissional e competências a serem desenvolvidas. Trata-se de um apoio de muito valor agregado para diversos níveis das áreas de gestão.

Os analistas de treinamento normalmente chegam até a negociar condições, datas, valores, conteúdos, e nomes de instrutores com os fornecedores, fornecendo todo apoio para a logística e processos de contratação.

5. Criar cursos próprios e desenvolver treinamentos internos

Pode ser que não existam treinamentos ou interesse para as competências que você quer desenvolver ou, talvez, seja importante capacitar o time em relação a um assunto interno da sua empresa, como a cultura organizacional ou o planejamento estratégico. Nesse caso, também faz parte das funções do analista de treinamentos a criação de cursos exclusivos, de acordo com os objetivos a serem atingidos e a motivação para implementação de alguns, fazendo-se uso de toda. a capacidade de influência deste profissional.

Ele pode comprar, contratar ou contar com ajuda de outros profissionais, referências na área, na hora de ministrar esses cursos. Ou, talvez, possa ser o responsável por todo o processo, dependendo do assunto a ser abordado. Além disso, ele deve escolher a metodologia a ser aplicada, tempo de duração do curso e colaboradores que participarão.

6. Analisar resultados de transformação

O analista de treinamento também é o profissional responsável pela análise dos materiais e resultados dos treinamentos e do desenvolvimento das técnicas dos colaboradores. Essa é uma outra atividade extremamente importante, uma vez que evidencia, de forma objetiva a qualidade e quais foram as consequências dos treinamentos ministrados, se é necessário revisar a rota ou realizar alguma mudança no planejamento, mudar métodos, eliminar dúvidas, promover maior integração dos temas.

A análise de resultados é feita por meio de indicadores e relatórios gerenciais de treinamento. Eles podem ser relacionados aos resultados gerados por cada profissional, desempenho dentro da empresa, desenvolvimento de competências específicas, testes de conhecimento, entrevista com líderes para aferir mudança comportamental, entre outras maneiras de avaliação de ROI.

7. Divulgar o planejamento e conscientização do time

O analista de treinamento não pode trabalhar de forma isolada, sem comunicação com o time da empresa. Dessa forma, outra função desse profissional é a divulgação do planejamento de treinamentos e dos programas de treinamento para todos os colaboradores e, inclusive, conscientização do time sobre a importância das atividades realizadas.

Além disso, esse profissional também precisa prestar contas sobre os resultados, evidenciando o que foi positivo e quais são as modificações que precisam ser feitas. Também é necessário que ele crie estratégias para engajar os colaboradores nessas atividades, de forma a garantir que todos estejam motivados para realizar os treinamentos e, com isso, obtenham os melhores resultados possíveis.

Como você já sabe, treinamentos e capacitações adequados e ministrados de forma correta são essenciais para que a sua equipe gere bons resultados. Os profissionais responsáveis pela maioria das atividades relacionadas a esse processo é o analista de treinamento, o que mostra que ele é essencial para o sucesso do seu negócio. Dessa forma, esse profissional também precisa estar capacitado para realizar todas essas atividades, tanto no que se refere às hard skills quanto soft skills.

Anunciantes de empresas em sites de emprego estão cada vez mais solicitando demonstrações de experiência, ainda que não nesta mesma função, para preencher vagas que oferecem atrativos salários e uma carreira com qualidade de vida e nível intelectual elevados.

Gostou do artigo? Então aproveite e compartilhe nas suas redes sociais! Dessa forma, você propaga a informação e o conhecimento entre seus amigos e colegas de trabalho.

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.