Carreira

Mulher no mercado de trabalho: qual a importância dessa conquista?

Mães, professoras, médicas, tecnólogas, físicas, pesquisadoras, CEOs, jornalistas. A participação da mulher no mercado de trabalho tem crescido ano após ano, demonstrando a sua relevância em todos os setores. E até 2030, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), essa presença vai crescer mais que a dos homens.

Porém, apesar dos visíveis avanços, ainda existe uma grande desigualdade no mercado de trabalho. De acordo com o IBGE, as mulheres ganham, em média, 20% a menos que os homens ao ocuparem os mesmos cargos. Por isso, a conquista pelo espaço que por direito também é delas, é fundamental.

Vamos falar mais sobre esse assunto? Afinal, mais do que nunca a participação da mulher no mercado de trabalho faz toda a diferença em qualquer tipo de negócio. Boa leitura!

Ocupação de cargos importantes por mulheres

De acordo com a 15ª edição da International Business Report (IBR) — Women in Business 2019 —, o Brasil ocupa o 10º lugar entre os países com mais mulheres na liderança. Porém, mesmo dessa forma, esse número ainda não é algo satisfatório ou que mereça destaque. Só para ter uma ideia, apenas 25% dos cargos de liderança são ocupados por elas, contra 29% na média global.

Com isso, é fundamental fomentar iniciativas para que o panorama mude. Além disso, é importante reforçar que as mulheres têm características que as tornam excelentes profissionais e a sua presença nas empresas contribui para o alcance de resultados ainda melhores.

Igualdade salarial

Outro fator que chama a atenção é a questão da diferença salarial existente entre homens e mulheres. Por isso, é importante desenvolver uma cultura de trabalho e um ambiente corporativo em que haja a igualdade salarial e de oportunidades.

Vale lembrar que uma pessoa que recebe o mesmo salário que um profissional de mesma experiência, sem restrições ou diferenças, se sente mais motivada e satisfeita. Além disso, a percepção de respeito é maior, o que contribui para aumentar o engajamento no trabalho.

Atuação em áreas conhecidas como “masculinas”

Se antigamente ser mulher significava trabalhar dentro de casa, apenas nos afazeres domésticos, hoje a frase “ela pode ser o que quiser” ganha proporções cada vez maiores. As mulheres estão em muitas áreas tipicamente “masculinas”, como TI, manutenção de equipamentos, construção e obras, motoristas de caminhões e muitas outras.

E isso é algo muito importante a se comemorar, pois apesar das dificuldades ainda enfrentadas, elas mostram que podem atuar em qualquer profissão, ganhando o respeito e admiração de outras mulheres e, felizmente, dos homens. Por isso, qualquer área do mercado pode e deve ter a presença da mulher na equipe.

Ao analisar a importância da participação da mulher no mercado de trabalho dá para perceber que apesar dos avanços, ainda se tem muito o que evoluir, principalmente para que toda a sociedade viva de forma igualitária, com os mesmos direitos e oportunidades para qualquer pessoa. E isso traz ainda uma série de benefícios, uma evolução fundamental para que os negócios tenham um outro olhar, uma outra forma de atuação e desenvolvimento.

Gostou deste artigo? Aproveite para compartilha-lo nas suas redes sociais, ajudando assim a reforçar a importância da mulher no mercado de trabalho!

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.