Performance

Soft Skills e Hard Skills: como desenvolver na sua empresa?

Soft Skills e Hard Skills: como desenvolver na sua empresa?

No universo corporativo, muito tem sido falado a respeito de soft skills e hard skills, especialmente quando o assunto é desenvolvimento e capacitação de pessoal.

Tão fundamentais quanto desafiadoras (em alguns casos), tais skills — que vem do inglês e significa "habilidades", são cada vez mais buscadas nos profissionais. É preciso lembrar que elas também devem ser aperfeiçoadas ao longo da carreira, já que nenhum mercado é imutável: conforme as realidades e demandas se transformam, também são exigidas novas capacidades e respostas do time.

Mas, afinal, o que são as soft skills e hard skills e como ajudar os colaboradores da sua empresa a desenvolvê-las da melhor maneira? É o que abordaremos neste conteúdo. Acompanhe!

As soft skills

Estas são definidas como as habilidades sócio-comportamentais de um indivíduo e trata-se de algo que ele foi adquirindo ao longo da sua vida profissional e também pessoal, a partir de todas as suas vivências. Também são características da própria pessoa, capacidades que vem consigo.

Além das habilidades mentais, as soft skills estão associadas à inteligência emocional de um colaborador, o que faz com que ele lide de determinadas formas diante dos desafios e no dia a dia.

Entre elas, podemos destacar no ambiente de trabalho:

  • a capacidade de se comunicar;
  • o perfil persuasivo;
  • a resiliência;
  • a proatividade;
  • a criatividade;
  • a organização;
  • a confiança;
  • o potencial de ser uma liderança;
  • a capacidade de solucionar conflitos.

Como você viu, tratam-se de habilidades que dizem respeito ao comportamento dos colaboradores. Elas, inclusive, podem ser percebidas já no momento da admissão, por meio de testes psicológicos e comportamentais. Dessa forma, a equipe de RH pode buscar pelos profissionais que tenham as soft skills mais alinhadas às necessidades da empresa.

Afinal, muitas dessas habilidades podem, sim, contar como pontos positivos para o colaborador, mas outras podem ser um verdadeiro desafio, dependendo do perfil procurado, do tipo de atividade a ser desenvolvida e, até mesmo, do time que já está formado.

As hard skills

As hard skills, por sua vez, são consideradas as habilidades técnicas que um profissional pode aprender — com maior ou menor dificuldade, a depender de cada um.

Mais tangíveis, elas advêm das salas de aulas, dos cursos, dos treinamentos, dos livros etc. Como você pode imaginar, as hard skills vão depender da área de atuação de cada profissional, mas podemos ter como exemplo para ilustrá-las:

  • mecânica;
  • gestão;
  • programas de computador;
  • línguas estrangeiras;
  • contabilidade;
  • escrita e revisão;
  • operação de máquinas etc.

Para o time do RH, avaliar e medir as hard skills é uma tarefa mais fácil do que perceber as soft skills. Afinal, essas capacidades técnicas podem ser comprovadas por meio de diplomas ou, até mesmo, em campo. Um breve teste ou uma tarefa no local de trabalho vai dizer se o profissional tem realmente a capacitação necessária para desempenhar a função.

As maneiras de desenvolver as soft skills e hard skills na sua equipe

Como foi possível perceber, as soft skills e as hard skills são desenvolvidas de forma diferente no profissional, e podem ser percebidas com maior ou menor facilidade.

É importante dizer que ambas podem ser aperfeiçoadas em uma empresa, a fim de obter os melhores resultados possíveis — seja de um único colaborador ou de todo o time, em conjunto. Também é válido ressaltar que não é apenas a companhia que ganha com esse aperfeiçoamento das habilidades: os profissionais vão levar sempre consigo aquilo que aprenderam, independentemente se foram novos conhecimentos técnicos ou capacidades de reação.

Esse já é um grande incentivo para despertar o interesse do time nos possíveis treinamentos que podem ser oferecidos. Confira, portanto, algumas dicas do que aplicar na sua empresa para desenvolver essas habilidades.

Aplique avaliações de desempenho

Para que você saiba com precisão quais habilidades precisam ser melhor desenvolvidas (de forma individual ou em equipe) é fundamental, em primeiro lugar, conhecer o seu território.

Saber no que o time já é bom, o que falta e quais são as principais dificuldades são alguns passos essenciais para perceber quais pontos merecem mais investimento a curto, médio e longo prazo.

Se, por exemplo, a equipe se dá muito bem, é entrosada e entrega o trabalho dentro do prazo, mas tem dificuldades com o maquinário tecnológico que chegou a pouco tempo, vale a pena desenvolver as hard skills em relação a esses equipamentos. Dessa forma, os profissionais estarão prontos para trabalhar com qualidade, tranquilidade e render muito mais.

Se por outro lado, o time é extremamente competente, mas não está se dando bem, discordando nas reuniões e durante o andamento das tarefas, são as soft skills que devem ser observadas. Avalie, por exemplo, se trata-se da dificuldade de um único colaborador que está dificultando os processos ou, até mesmo, do líder, e invista em aperfeiçoamentos.

Reconheça o trabalho dos colaboradores

Antes, durante ou depois desse trabalho de desenvolvimento de habilidades, é fundamental reconhecer o trabalho do time, tanto de forma individual quanto coletiva. Afinal, são todos seres humanos e, cada vez mais, as pessoas buscam em seus trabalhos mais do que um salário — elas querem reconhecimento e valorização.

Por isso, além dos feedbacks constantes, avalie com os responsáveis a possibilidade de premiações ou outras formas de recompensa.

Ofereça cursos e treinamentos

Como você já pôde perceber até aqui, apostar em treinamentos constantes é uma das melhores formas de investir no bem mais precioso da sua empresa: o capital humano. Além de fazer com que o negócio acompanhe as transformações do mercado em que está inserido, esses cursos vão significar, até mesmo, uma economia considerável com o turn over.

Isso porque profissionais despreparados ou desmotivados inevitavelmente acabam se desligando (ou sendo desligados) da empresa. Muitas vezes, investir no time é o suficiente para ter uma equipe mais bem preparada e alinhada, bem como garantir a retenção de talentos.

As soft skills e hard skills, portanto, são habilidades que chegam à empresa junto com o colaborador, mas podem (e devem) sempre ser aprimoradas. Cuidar dessa questão de forma constante é a melhor maneira de manter o negócio competitivo no mercado, com um alto rendimento e um padrão de qualidade superior.

Você gostou deste conteúdo e quer ler mais sobre os valiosos capitais humano e intelectual? Então, saiba a definição desses conceitos, a sua importância e como desenvolvê-los na sua empresa.

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.