Performance

6 vantagens da aprendizagem experiencial quando bem implementada

6 vantagens da aprendizagem experiencial quando bem implementada

Investir no desenvolvimento da equipe de trabalho é um passo essencial para qualquer empresa que deseja se manter relevante no mercado. Nesse contexto, é importante investir em treinamentos, como os voltados para a aprendizagem experiencial, que têm o objetivo de promover o crescimento do seu time.

Esse tipo de treinamento pode ser uma excelente opção para se obter o máximo da experiência em suas capacitações. Além disso, contribui para a geração de resultados efetivos para a empresa e, consequentemente, para os colaboradores. Afinal, esse conceito de aprendizagem tem o foco de colocar a mente para pensar por meio de práticas ricas e envolventes.

Quer saber mais sobre como essa metodologia de ensino pode agregar valor ao seu ambiente organizacional? É o que vamos explicar neste artigo. Continue a leitura e confira as principais vantagens dessa técnica quando aplicada no âmbito profissional!

1. A aprendizagem experiencial agiliza o processo de conhecimento

O educador americano que ajudou a desenvolver a teoria da aprendizagem experiencial, David Kolb, defendeu que nenhum de nós passa pela etapa da aprendizagem da mesma forma. Cada indivíduo tem uma forma de se apropriar do conhecimento. Logo, se cada um de nós tem uma abordagem diferente de aprendizado, a aplicação do conhecimento agiliza o processo de assimilação de informações.

No ambiente profissional, por exemplo, ao passar por determinada situação — relacionada a alguma demanda ou a algum problema a ser resolvido —, os profissionais vivenciam as questões, na prática. Com isso, têm a oportunidade de refletir e encontrar soluções concretas para determinado conflito. Ao se tornar protagonista do processo, concebe o problema como parte da aprendizagem, estimulando a aplicação imediata do que foi apreendido.

2. O método facilita o desenvolvimento de novas habilidades

No mundo corporativo, os profissionais são instigados a repensar o conhecimento adquirido. Além disso, estão sempre em busca de crescimento profissional e dispostos a reaprender conceitos já consolidados. Nesse contexto, um método extremamente eficaz é: aprender por meio da experiência, refletir, criar um conceito e aplicá-lo. Todo esse processo facilita a retenção do conhecimento e, o que é melhor, a experimentação de novas práticas.

Além disso, vale ressaltar que, diferente de outros métodos tradicionais, na aprendizagem experiencial, os participantes aprendem novas habilidades e colocam o conhecimento adquirido em prática. Isso se torna possível a partir dos estágios que compõem o processo de aprendizagem. Kolb descreve essas etapas a partir do seguinte ciclo:

  • experiência concreta: agir;
  • observação: refletir;
  • conceitualização: explicar;
  • experimentação: aplicar.

3. O aprendizado por experiência aumenta o engajamento da equipe

Ao contrário do que possa parecer, para gerar engajamento, não é necessário buscar por ações e critérios complexos. A metodologia da aprendizagem experiencial se concentra em propiciar experiências reais que provocam o envolvimento dos colaboradores para a solução de problemas. Logo, uma experiência mais profunda, desafiadora e concreta vai impactar verdadeiramente o colaborador, gerando, consequentemente, maior engajamento.

O processo da aprendizagem experiencial passa por etapas que levam o indivíduo a um envolvimento direto com o conteúdo abordado. As atividades propostas geram um comprometimento emocional e intelectual nos participantes. Assim, quando o conhecimento adquirido está alinhado ao plano de consciência do colaborador, o engajamento se torna um processo natural que gera resultados positivos.

4. A personalização do ensino melhora a compreensão do aprendiz

Segundo Kolb, a aprendizagem é um processo e não deve ser avaliada apenas por resultados finais. Além disso, a metodologia de ensino deve considerar a necessidade e interesse do aprendiz, pois o conhecimento que desenvolvemos é baseado no que já aprendemos ao longo da vida. Portanto, o processo de aprendizagem não é vivenciado por todas as pessoas da mesma forma.

Considerando a teoria da aprendizagem experiencial, partimos do princípio de que todos são capazes de aprender. Entretanto, o processo de aprendizagem não acontece de forma automatizada. Afinal, é preciso ajustar as novas informações com as que já estão em nosso cérebro. Ou seja, a forma de ensino deve ser adequada às necessidades dos colaboradores, alinhando o conhecimento ao grau de compreensão dos participantes, que podem extrair da experiência apenas aquilo que for do seu interesse.

5. A atividade experiencial promove a expansão do aprendizado

Quando a empresa propõe momentos de aprendizagem que vão além da compreensão de conceitos teóricos, todos os colaboradores se beneficiam. A equipe parte de uma postura passiva para um lugar de protagonismo, construindo o conhecimento por meio da ação. A partir desse envolvimento direto, cada profissional tem a oportunidade de despertar, a partir da reflexão, todo o seu potencial criativo e, consequentemente, aprender mais.

Em outras palavras, os treinamentos corporativos, com foco na experiência dos colaboradores, beneficiam a ampliação das habilidades já adquiridas pelos profissionais. Nesse sentido, o que foi definido como objetivo de aprendizagem é extrapolado, promovendo o protagonismo e, consequentemente, a expansão do aprendizado. Assim, quando um colaborador passa a entender melhor um conceito, por meio da prática, ele se sente mais motivado.

6. O processo de aprendizagem promove a motivação do time

Você já deve ter percebido que a aprendizagem experiencial, entre outros aspectos, considera a postura de cada pessoa para a construção do seu conhecimento, certo? Logo, a postura dos colaboradores muda a partir da construção do sentimento de pertencimento que cada um desenvolve diante dos desafios inerentes ao ambiente corporativo.

Ao compreender melhor os desafios do ambiente de trabalho e entender qual o seu papel e quais as alternativas viáveis para encontrar soluções, cada integrante da equipe interpreta o seu papel e o valor que ele tem no ambiente organizacional. Assim sendo, a soma de talentos individuais contribui para a construção de um grupo mais colaborativo e produtivo.

Por fim, podemos concordar que todos os aspectos abordados neste artigo são fundamentalmente interessantes e positivos, podendo ser traduzidos como vantagens poderosas da utilização dessa metodologia. Entretanto, tão importante quanto conhecer as vantagens é primordial saber como implantar a técnica no ambiente corporativo, de forma a propiciar uma real mudança de comportamento.

Desse modo, é possível concluir que, para usufruir dos benefícios da aprendizagem experiencial, a organização precisa proporcionar experiências significativas, que promovam o contato com situações reais e que se transformem em recursos para o aprendiz atuar. Nesse contexto, contar com o suporte de uma empresa de treinamentos comportamentais corporativos e melhoria de performance organizacional faz toda a diferença.

Quer saber como a sua empresa pode usufruir de todas as vantagens de investir em educação corporativa? Entre em contato conosco e veja como podemos ajudar você com essa questão. Até a próxima!

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.