Qual o papel do consultor interno dentro da empresa?

O que faz um consultor interno e como ele pode contribuir para o RH da sua empresa?

Escrito por:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
consultor-interno

A área de Recursos Humanos vem passando por diversas transformações nos últimos tempos. Seu papel tem sido ressignificado e sua importância é cada vez mais reconhecida dentro do mercado. Diante desse cenário e dos diferentes processos envolvidos na rotina do RH, a ajuda de um consultor interno se torna mais relevante do que nunca.

Um olhar diferenciado e uma boa assessoria trazem grandes contribuições, tanto para o setor quanto para a empresa de modo geral. Neste artigo, vamos explicar melhor qual é o papel desse profissional e como ele pode ser um grande parceiro do seu trabalho. Para saber mais é só continuar a leitura!

O que é um consultor interno de RH? 

Como mencionamos na introdução, um consultor interno trabalha como em uma assessoria. Com conhecimentos aprofundados sobre o RH e seus processos, ele é capaz de aconselhar e oferecer orientações aos gestores sobre diversos fatores da área, como conflitos de colaboradores e outras questões estratégicas.

Vale lembrar que existem dois tipos de consultoria: a interna e a externa. O consultor interno é aquele que é realmente um colaborador da empresa, enquanto o externo atua apenas prestando serviços para a organização, de maneira autônoma ou a partir de um outro negócio. Neste artigo, estamos nos concentrando no primeiro modelo.

O que faz um consultor interno e qual a sua importância?

O papel desse profissional ainda não é tão claro em algumas empresas. Muitas esperam que ele realize a gestão em si, por exemplo, quando a verdade é que seu trabalho se refere à orientação, a partir de um olhar crítico. 

Ele pode ajudar dando direcionamentos, opiniões e sugestões para a integração de gestores e colaboradores, tomadas de decisão estratégica e resolução de outros problemas, além de identificar falhas e oportunidades nos processos, entre outros pontos.

Para tudo isso deve levar em conta a cultura organizacional e a preocupação em incentivar um bom ambiente de trabalho para os demais profissionais. Assim, o consultor atua como um importante parceiro estratégico.

Entre as vantagens do seu trabalho podemos citar melhorias e auxílios mais constantes e ágeis para a área, aproximação com clientes internos, apoio para uma melhor comunicação e fortalecimento da cultura da empresa.

Quais competências são importantes para um consultor interno?

O consultor interno de RH precisa, obviamente, ter conhecimentos aprofundados sobre processos, estratégias e especificidades da área. Além disso, habilidades de comunicação, negociação, facilitação e motivação também são importantes. 

Competências de liderança também valem ser mencionadas aqui, para que o profissional exerça o papel de orientar os gestores, por exemplo. Por fim, devemos ressaltar ainda a importância de entender o core business e questões organizacionais. 

As habilidades de um consultor interno de RH podem ser desenvolvidas por meio de aprendizados, como em cursos e treinamentos, por exemplo. Esse profissional pode fazer toda a diferença para o setor e se tornar um grande aliado em variados momentos.

Sua empresa já conta com um consultor interno de Recursos Humanos? Esperamos que tenha gostado do post. Convidamos você agora a descobrir como fazer parte da nossa rede de certificados!

Lembre-se de compartilhar este artigo!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba as últimas novidades sobre treinamentos e desenvolvimento humano

tudo sobre desenvolvimento de pessoas, capacitação & RH.

Mais do Portal

ser proativo

Descubra como ser proativo

O que significa ser proativo. O que fazer para desenvolver a proatividade. Como saber se você tem iniciativa. Entenda a diferença entre ser proativo e reativo.

employee experience

O que não é Employee Experience

O que Employee Experience não é, significado, exemplos, vantagens, employee branding, employee journey, experiência do funcionário, implementação e guia.

ser proativo

Descubra como ser proativo

O que significa ser proativo. O que fazer para desenvolver a proatividade. Como saber se você tem iniciativa. Entenda a diferença entre ser proativo e reativo.

Conheça um de nossos treinamentos pela voz do nosso CEO.
Vídeo online sem interação humana.

Assistir agora

Fique por dentro dos próximos treinamentos, webinários ao vivo e programe-se para participar de algum deles no melhor momento para você.

Agendar

Quer mais informações?
Descubra como o Google, Facebook, Bradesco, Syngenta e outros clientes tem investido na formação de seus líderes e como você pode trazer nossas metodologias para sua empresa.

Solicitar contato