Como acabar com a fofoca na empresa

Mais um conteúdo especial preparado pela nossa equipe de conteúdo. Treinamento e desenvolvimento na veia. A cada texto uma nova descoberta, um novo insight, uma nova oportunidade de crescer. Acompanhe!

Escrito por:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
fofoca na empresa

Fofoca na empresa é algo extremamente comum. Em ambientes desse tipo há uma convivência diária de diversas personalidades, o que, indiscutivelmente, provoca falatórios e conflitos entre colegas de trabalho.

Você provavelmente deve conhecer alguém que abandonou — ou sentiu muita vontade de abandonar — o emprego por causa de falatórios e intrigas no ambiente corporativo. E pode até ser que você mesmo já teve essa vontade. Isso ocorre por esse hábito ser muito maléfico e trazer consequências gravíssimas se não for efetivamente controlado.

Tendo em vista as dimensões dessa problemática, vamos falar sobre a fofoca na empresa, as medidas que podem ser tomadas para acabar com esse mal, bem como o modo e o momento adequados para agir. Saiba mais lendo a seguir!

O que fazer para minimizar o hábito da fofoca na empresa?

Ter controle sobre o que os colegas de trabalho falam é praticamente impossível, principalmente em organizações, com várias pessoas espalhadas por diversos ambientes.

Joseph Grenny e David Maxfield realizaram uma pesquisa denominada “Conversas Custosas”, cujo infográfico revela como os problemas comunicacionais reduzem a motivação organizacional e prejudicam o trabalho em equipe, impactando severamente nos resultados.

Entretanto, algumas dicas podem ajudar a acabar com a fofoca na empresa — ou, pelo menos, minimizá-la. Veja abaixo algumas atitudes que podem ser adotadas:

Não ajudar a disseminar os boatos

Entender quanto custa o silêncio é o passo número um se você tem a intenção de acabar com a fofoca na empresa. Já que você não pode controlar o que os seus colegas andam dizendo por aí, comece por você: quando ouvir algum boato, não o repasse para outras pessoas.

Se for possível, nem chegue a escutar o boato e corte o colega no momento em que ele vier dizer algo negativo. Isso vai fazer com que ele pense antes de tentar fofocar para outra pessoa.

Melhorar a comunicação interna da companhia

Ter uma comunicação clara e objetiva entre os colaboradores — qualquer que seja o ambiente de trabalho — é essencial para melhorar a convivência entre eles. A falta de esclarecimento e assuntos desviados ou mal direcionados acabam resultando em fofocas.

Dessa maneira, uma boa dica para melhorar a comunicação interna entre os funcionários é investir em treinamentos como o Conversas Cruciais. O objetivo desse treinamento é obter melhorias em relação à eficiência das conversas quando há opiniões divergentes, emoções exaltadas e altos interesses.

Ter uma postura firme e respeitável perante os funcionários

A postura do gestor diz muito sobre quem ele é e também é capaz de induzir a harmonia no ambiente corporativo. É inaceitável que um líder participe de fofocas sobre outras pessoas da equipe, seja nos momentos de efetivo trabalho, ou nos de descanso.

Da mesma forma, fingir que não ouve ou não vê o que está acontecendo acaba com o moral do líder e traz péssimos hábitos para a organização. Mas, o que fazer quando se percebe que tem uma fofoca espalhada pela na empresa? É aí que entra a próxima dica.

Abordar quem não estiver colaborando com as boas políticas da empresa

Uma política de tolerância zero pode deixar claro que nenhum tipo de fofoca, seja em relação à empresa ou aos colegas, será tolerada. É uma tática que tem a funcionalidade de manter a ordem ou mesmo prevenir que o ambiente de trabalho se transforme em um local de convivência caótica.

Para que isso funcione, é necessário que hajam certas abordagens com aqueles que frequentemente espalham informações maldosas durante o expediente. Você pode, por exemplo, identificar qual foi o funcionário que começou a fofoca na organização e chamá-lo para uma conversa sobre o assunto.

Qual a importância de saber como e quando agir?

Bons gestores são aqueles que sabem como e quando agir, e também como controlar as emoções em momentos difíceis. Essa capacidade de discernimento é uma maneira assertiva de influenciar os colaboradores a seguirem os comportamento corretos, o que é muito importante para o alinhamento de valores e propósitos entre os membros de uma organização.

Quando agir

É bem difícil estabelecer um limiar entre um comentário despretensioso e um realmente prejudicial à harmonia do ambiente de trabalho.

Portanto, para saber quando agir, esteja atento a alguns sinais. Tais como:

  • o comentário está difamando ou caluniando algum dos colaboradores ou a própria organização;
  • as relações de trabalho interpessoais sofrem ameaças;
  • os membros de uma equipe não conseguem mais trabalhar juntos ou não entram em acordo;
  • os colaboradores utilizam muito tempo falando sobre o assunto;
  • houve uma queda na produtividade geral ou apenas do funcionário atingido pelos comentários maldosos;
  • a equipe, como um todo, está menos motivada.

Caso esteja ocorrendo qualquer das situações acima por influência de fofocas, fique atento! É hora de agir! Caso contrário, a situação pode acabar saindo do controle, ou pior: a fofoca passará a fazer parte da cultura da empresa. E sabemos que ninguém gosta de trabalhar em ambientes assim, não é mesmo?

Como agir

E, para agir da maneira mais adequada nos diferentes tipos de situações, é preciso ter sempre em mente a manutenção do equilíbrio e da estabilidade nas ações. Afinal, já dizia Jellinek: “Não se abatem pardais com canhões”.

Assim, para manter a harmonia entre repreensões e o nível de prejudicialidade da fofoca, é preciso entender que medidas mais radicais — como afastamentos ou demissões, por exemplo — devem ser tomadas somente em último caso.

Lembra-se das abordagens citadas anteriormente? Uma tática caso elas não estiverem sendo eficazes, é dar advertências formais antes de uma demissão concreta ou um afastamento mais longo.

Reconhecer a existência da fofoca é um comportamento maduro e muito saudável para tomar a atitude correta a fim de melhorar as relações de trabalho. Um bom líder não deve se abster em questões tão nocivas como essa. Não lidar com pulso firme muitas vezes pode resultar em perdas para a empresa, como o turnover de bons funcionários.

Dessa forma, siga as nossas dicas que, com certeza, os problemas de fofoca na empresa serão, pelo menos, diminuídos, tornando o expediente muito mais agradável.

Gostou das nossas orientações para acabar de vez com a fofoca na empresa? Então agora aproveite para nos seguir nas nossas redes sociais e receber todos os nossos conteúdos em tempo real. Estamos no Instagram, Facebook, YouTube e LinkedIn.

Lembre-se de compartilhar este artigo!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba as últimas novidades sobre treinamentos e desenvolvimento humano

tudo sobre desenvolvimento de pessoas, capacitação & RH.

Mais do Portal

impacto socio econômica das organizações na sociedade

O impacto das organizações na sociedade

Comumente devido ao dia dia esquecemos da importância que uma empresa tem na sociedade. Você que possui uma empresa, já parou para pensar do papel importantíssimo que você está desempenhando? Indiferente do tamanho da sua empresa, ela exerce um papel fundamental na sociedade.

Conheça um de nossos treinamentos pela voz do nosso CEO.
Vídeo online sem interação humana.

Assistir agora

Fique por dentro dos próximos treinamentos, webinários ao vivo e programe-se para participar de algum deles no melhor momento para você.

Agendar

Quer mais informações?
Descubra como o Google, Facebook, Bradesco, Syngenta e outros clientes tem investido na formação de seus líderes e como você pode trazer nossas metodologias para sua empresa.

Solicitar contato