Bem Estar

Perseverança: Princípio ou Qualidade?

Perseverança: Princípio ou Qualidade?

De acordo com o dicionário, perseverança é a característica de uma pessoa que não desiste com facilidade. Sem precisarmos pensar muito, logo percebemos o quanto ela é capaz de fazer a diferença nos momentos decisivos da vida de uma pessoa, especialmente aqueles que envolvem transições e mudanças.

Afinal, em quase todas as situações novas que encontramos pelo caminho vão existir obstáculos — sejam eles originados da própria ocasião (que ainda não foi lapidada) ou, até mesmo, da nossa falta de experiência.

É a perseverança a responsável por não nos deixar desistir no meio do caminho, independentemente das dificuldades. Mas você já percebeu que a perseverança é mais um princípio do que uma qualidade? Vamos falar mais profundamente sobre isso agora mesmo, acompanhe!

A perseverança como um princípio

Definimos como princípios as regras, os preceitos morais que conduzem as ações de um ser humano. Persistir, mesmo diante dos obstáculos, é algo que alguns indivíduos levam como uma norma para a sua vida. É por isso que a perseverança pode ser vista mais como um princípio do que como uma qualidade.

Mas o processo não é tão simples e, por isso, o conceito vai muito além. Isso porque cada processo de mudança tem as suas próprias etapas, bem como o seu tempo de maturação, e é justamente nesse momento (também chamado de transição) que a perseverança vai ser capaz de fazer a diferença.

Por exemplo, imaginemos um ambiente corporativo: um novo chefe chega ao departamento com o objetivo de fazer grandes transformações, da noite para o dia. Muito provavelmente, não é isso o que vai acontecer. A equipe precisa de uma ruptura de hábitos, de uma nova mentalidade e, claro, de um planejamento bem estruturado.

Tal implantação é gradual e vão, sim, existir dificuldades pelo caminho. É aí que deve entrar o princípio de perseverança — tanto desse novo líder quanto de toda a equipe. Sem ela, o entusiasmo inicial se torna, aos poucos, um sentimento de frustração diante das adversidades.

Apesar de esse exemplo estar relacionado ao mundo corporativo, o mesmo acontece em nossas vidas pessoais, seja em projetos, relacionamentos etc.

A influência da perseverança nos hábitos de um indivíduo

Já é possível perceber até o momento desta leitura como a perseverança é capaz de influenciar os hábitos de uma pessoa, não é mesmo? Esse princípio é um dos grandes responsáveis por não deixar a expectativa se tornar frustração, por criar hábitos e por transformar trabalhos, vidas e tudo mais.

Uma palavra muito utilizada atualmente é o mindset. Em poucas palavras, ele se refere a uma mentalidade de uma pessoa de ter determinados padrões de comportamento e pensamentos que são capazes de conduzi-la. Ou seja, se o mindset desse indivíduo for embasado na motivação e na perseverança, é mais provável que ele alcance os seus objetivos durante a vida. Mas se a perseverança falta, é comum que o dia a dia dessa pessoa seja pautado pelo desânimo, a desordem e o fracasso.

E por falar em desordem, vale destacar que a perseverança sozinha não é capaz de operar milagres. Estruturar um bom planejamento inicial e a capacidade de rever a rota durante o percurso são hábitos essenciais das pessoas vencedoras que conquistam mudanças positivas, duradouras e reais.

As consequências da falta de perseverança

Se ser guiado pelo princípio da perseverança pode transformar de forma radical e positiva os diversos âmbitos da vida de uma pessoa, o contrário também é verdade, a falta de perseverança pode ser desastrosa a curto, médio e longo prazo.

Vamos voltar ao exemplo do novo chefe que chega ao departamento com grandes planos: sem as ferramentas corretas, o que inclui o princípio da perseverança, são grandes as chances de tais mudanças não acontecerem — ou ocorrerem de uma forma negativa. A partir daí, o líder não sabe como agir, os liderados se perdem, o ambiente se torna um caos e ele é rapidamente afastado. O resultado final é a perda de tempo e um cenário ainda pior do que existia antes da chegada desse indivíduo que não foi movido pela perseverança.

O ceticismo, cada vez mais, vai pautar a vida dessa pessoa em vários aspectos, além de poder influenciar outros indivíduos, como o time liderado que viu tudo dar errado.

As formas de adotar a perseverança no seu dia a dia

A perseverança é realmente um princípio que pode transformar vidas e resultados. Mas como adotá-la no seu dia a dia? Certamente não existe uma fórmula mágica, mas algumas atitudes repetidas constantemente podem ajudar.

Acreditar em si mesmo, sempre, é o primeiro passo. Mas é fundamental não acreditar sem nenhum embasamento. Conheça os seus pontos positivos e negativos, tenha um bom planejamento, conheça o seu cenário e preveja várias possibilidades. Dessa forma, você estará mais preparado para crer nos seus próximos passos, ainda que eles tenham que mudar de direção.

E a cada mudança, esteja apto a aprender com os erros e com as novas rotas. Lembre-se de que poucas coisas na vida são absolutas, e quanto mais resiliente você for, melhor vai saber como proceder com otimismo e os pés no chão.

É como o trabalho de um jardineiro: preparar a terra, plantar as sementes, regar e nutrir são etapas que demandam trabalho e tempo — o resultado demora a aparecer e, muitas vezes, a vontade de largar aquele "vaso cheio de terra" pode surgir.

Apenas a perseverança é capaz de manter esse jardineiro firme em seu propósito, pois ele sabe que antes de surgir, a planta precisa criar e fortalecer as suas raízes. Somente assim ela será sustentada por um longo período, independentemente das adversidades.

É por isso que a perseverança é mais um princípio do que uma qualidade, afinal ela está mais relacionada à forma de uma pessoa ver a vida — e reagir a ela — do que a uma propriedade que determina a sua natureza ou essência.

Esperamos ter esclarecido algumas questões e que você tenha gostado deste texto! Para conferir sempre mais conteúdos como este, relacionados ao desenvolvimento e treinamento de pessoas, curta a nossa página no Facebook!

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.