Top 5 métricas de RH: Gestão Inteligente Analítica

Determinar, calcular e metrificar metas e objetivos (KPI's) de RH? Como começar e quais os indicadores estratégicos que recursos humanos precisa ter!

Escrito por:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
metricas de rh

Você trabalha com métricas de RH na sua empresa? Mensurar os resultados é uma das tarefas mais importantes que uma instituição pode fazer, com o objetivo de que o negócio cresça. Isso acontece porque é preciso contar com as pessoas para que as operações possam funcionar da melhor maneira possível.

Neste artigo selecionamos informações sobre como definir essas métricas e apresentamos as principais delas. Confira!

Indicadores de recrutamento e seleção

Esses indicadores medem o número de dias entre a divulgação de uma vaga de emprego e o preenchimento dela. A métrica também é utilizada para identificar o quão eficientes são os recrutadores e o processo seletivo em si.

A chave para promover eficiência nesse quesito é entender o processo que a empresa usa para encontrar seus talentos. Ao saber as características exatas do perfil do profissional necessário para compor o quadro de colaboradores, o tempo de busca por ele é reduzido. Isso auxilia na minimização da perda de produtividade da equipe, que sofre com o desfalque de quem se desligou.

Receita por empregado

Basicamente, essa métrica representa o quanto um colaborador custa. Para realizar o cálculo, é preciso dividir a receita anual por parte de cada membro da equipe em tempo integral. Com ela, também é possível medir a eficiência da empresa como um todo.

Os gestores a utilizam entre as métricas de RH como uma forma de mensurar o retorno financeiro que cada indivíduo que faz parte do time oferece. Para isso, eles medem a relação entre o lucro conseguido em determinado período de tempo e o número de profissionais que constam na folha de pagamento.

Turnover

A medição do índice de rotatividade é uma forma bastante eficaz de saber se o negócio em si (e o que ele oferece) é atrativo ou não para a equipe de colaboradores. Contar com um time que permaneça trabalhando fortalece o ambiente laboral e faz com que a organização consiga alcançar as suas metas sem atrapalhar a produtividade.

Acompanhar essa métrica é importante, visto que os altos índices de turnover pode indicar falhas na gestão, insatisfação dos funcionários e até erros nos processos seletivos e nas contratações. Sem contar que desligamentos frequentes geram custos adicionais para a empresa.

Indicadores de produtividade

A métrica de produtividade indica ao setor de RH quanta receita por colaborador é possível produzir em um período de normalmente 12 meses. Como existem vários tipos de negócio, essa medição pode variar de uma empresa para outra.

A performance ligada à produtividade serve para fazer uma avaliação do nível de eficiência da organização e a capacidade que ela tem de cumprir os objetivos propostos pela gestão. Além disso, por meio dessas métricas, é possível avaliar como ela está em relação às outras do mesmo ramo de atividade.

Índice de absenteísmo

Entender o motivo pelo qual os colaboradores faltam e a frequência com que isso acontece é fundamental para o sucesso do negócio. Por motivos pessoais, desânimo ou doenças, as faltas atingem diretamente a produtividade da equipe e o funcionamento da organização.

Ao analisar o porquê das faltas acontecerem, é possível melhorar essa situação. Com essa métrica, fica mais fácil detectar o clima organizacional e fazer com que a empresa se torne, cada vez mais, um lugar de bem-estar para os colaboradores.

Incluir as métricas de RH na rotina da empresa é uma forma de garantir que as metas estipuladas sejam cumpridas e, caso seja necessário, tomar alguma atitude em relação ao time de colaboradores.

Lembre-se de compartilhar este artigo!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba as últimas novidades sobre treinamentos e desenvolvimento humano

tudo sobre desenvolvimento de pessoas, capacitação & RH.

Mais do Portal

ser proativo

Descubra como ser proativo

O que significa ser proativo. O que fazer para desenvolver a proatividade. Como saber se você tem iniciativa. Entenda a diferença entre ser proativo e reativo.

employee experience

O que não é Employee Experience

O que Employee Experience não é, significado, exemplos, vantagens, employee branding, employee journey, experiência do funcionário, implementação e guia.

ser proativo

Descubra como ser proativo

O que significa ser proativo. O que fazer para desenvolver a proatividade. Como saber se você tem iniciativa. Entenda a diferença entre ser proativo e reativo.

Conheça um de nossos treinamentos pela voz do nosso CEO.
Vídeo online sem interação humana.

Assistir agora

Fique por dentro dos próximos treinamentos, webinários ao vivo e programe-se para participar de algum deles no melhor momento para você.

Agendar

Quer mais informações?
Descubra como o Google, Facebook, Bradesco, Syngenta e outros clientes tem investido na formação de seus líderes e como você pode trazer nossas metodologias para sua empresa.

Solicitar contato