Perfis comportamentais de profissionais

Quatro tipos de Perfis Comportamentais Profissionais: comunicador, analista, executor e planejador. Teste dominante de comportamento humano para resultados.

Escrito por:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Perfis Comportamentais

As pessoas são muito diferentes entre si, o que faz com que pareça impossível prever a reação delas diante de situações distintas, não é mesmo? Saiba que, por mais diferentes que sejam, existem alguns padrões comportamentais que norteiam as ações da maioria das pessoas. É esse o conceito de perfil comportamental.

Ele consiste, portanto, em algumas características que são compartilhadas por grupos de indivíduos e norteiam o comportamento dessas pessoas. Com isso, é possível fazer previsões de como elas reagirão diante de determinadas situações e, até mesmo, identificar características de trabalho e de cultura organizacional mais adequada para cada um dos colaboradores e candidatos ao processo seletivo da empresa.

Quer saber quais são os principais perfis comportamentais? Então continue a leitura e descubra!

Comunicador

Como o próprio nome já indica, quem tem o perfil comunicador é extremante extrovertido e comunicativo. Esse profissional é capaz de transmitir ideias com clareza e consegue organizar as suas falas com bons argumentos. Além disso, é um bom ouvinte, capaz de entender o ponto de vista de outra pessoa e, com isso, ajustar o discurso de forma a convencê-la, sendo ótimo em passar ideias à frente e convencer os colegas.

O foco desses profissionais está voltado para os relacionamentos que estabelecem. É por isso que eles não gostam de trabalhar sozinhos, preferindo atividades que envolvam um grupo de pessoas. Inclusive, são ótimos para unir grupos e mediar conflitos entre os membros, de forma a conciliar interesses. Além disso, são otimistas e entusiasmados em relação aos projetos que realizam.

O ponto negativo desse profissional está na capacidade de análise, planejamento e objetividade. Isso significa que é necessário desenvolver esses elementos nos profissionais com perfil comunicador de forma a garantir que eles sejam capazes de alcançar os resultados almejados com foco e objetivo, sem se perder no meio do caminho.

Analista

Quando se fala no perfil analista, as primeiras características que vêm à mente são o perfeccionismo e a capacidade de lidar com situações e problemas de forma objetiva. Incrivelmente focados, os analistas são bastante preocupados com a qualidade do resultado final gerado e são capazes de organizar informações e processos como ninguém.

Além disso, uma outra característica desse tipo de profissional é a capacidade de trabalhar com rotinas e processos repetitivos. Na verdade, o analista gosta e se sente confortável nessa situação. Além disso, por serem muito objetivos, conseguem pensar de forma estratégica e, com isso, agregar valor com o trabalho gerado.

As maiores dificuldades desses profissionais estão relacionadas às mudanças drásticas, trabalho sobre pressão e tomada de decisão. Por serem perfeccionistas, têm dificuldade na hora de tomar decisões, pois querem analisar todos os cenários possíveis. Dessa forma, é necessário trabalhar esses elementos de forma a criar estratégias úteis para que esse perfil profissional consiga trabalhar nessas condições, caso seja necessário.

Executor

Sabe aquele profissional que, antes de você pedir, já entrega o trabalho feito? Provavelmente ele é um executor. Isso porque a principal característica desse tipo de perfil comportamental é identificar uma demanda ou um problema e agir rapidamente para solucioná-lo.

Mas o perfil executor vai além. Ele também é bastante competitivo, o que não significa que precisa competir com os colegas, já que a competição com si mesmo pode já ser suficiente. Dessa forma, ele sempre busca por desafios novos nos quais ele seja capaz de superar as suas dificuldades e fazer atividades diferentes e melhores, se desenvolvendo constantemente. Também é um profissional bastante confiante em relação às suas próprias capacidades e é focado em resultados.

Parece o perfil perfeito para a geração de resultados em um negócio, não é mesmo? Saiba que existem algumas dificuldades que precisam ser trabalhadas com profissionais executores por meio de treinamentos e capacitações. Uma delas é o fato de que esse profissional tem dificuldade de lidar com regras, uma vez que quer atingir os objetivos de qualquer forma. Isso também faz com que ele seja pouco compromissado com a qualidade do próprio trabalho e ainda pode ser que invista muito tempo em um objetivo inalcançável, por falta de crítica em relação à própria capacidade e excesso de autoconfiança, o que gera altos níveis de frustração.

Planejador

O último perfil comportamental existente é o dos planejadores. Ele é o profissional capaz de planejar cada um dos seus passos, processos e projetos com excelência. Isso significa que ele analisa os diferentes cenários, calcula riscos e, dessa forma, separa o processo em etapas com cronograma bem definido.

O planejador é, portanto, bastante estável e calmo. Ele não se surpreende diante de adversidades, uma vez que já consegue prevê-las e se preparar com antecedência. Também é bastante controlado e, inclusive, controlador, sendo capaz de verificar se todo o time está seguindo as suas instruções. Dessa forma, pode ser um ótimo líder para a equipe, uma vez que é capaz de delegar atividades, analisar resultados e dar feedbacks de forma equilibrada e tranquila, evitando maiores problemas.

Assim como todos os perfis comportamentais, o planejador também tem algumas dificuldades que precisam ser trabalhadas. A principal dela é o pessimismo. Isso porque, por ser capaz de analisar riscos, ele acaba por acreditar que qualquer coisa pode dar errado durante a execução do projeto, sendo que seu pessimismo pode contaminar a equipe como um todo. Ele também é pouco criativo, o que significa que é necessário capacitá-lo para inovar e pensar fora da caixa — ou seja, fugir do planejamento quanto necessário.

Conseguiu descobrir qual o perfil comportamental predominante em você? E na sua equipe? É importante entender quais são as características, tanto positivas quanto negativas, de cada um para a melhorar o trabalho dentro da empresa, delegando atividades mais adequadas para cada perfil profissional.

Além disso, o desenvolvimento do time também pode ser focado nas limitações de cada grupo de colaboradores, formando profissionais cada vez mais completos. Portanto, contar com uma consultoria para identificar os perfis comportamentais da sua equipe é uma ótima forma de melhorar a performance da empresa e, inclusive, a qualidade de vida dos colaboradores.

Lembre-se de compartilhar este artigo!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba as últimas novidades sobre treinamentos e desenvolvimento humano

tudo sobre desenvolvimento de pessoas, capacitação & RH.

Mais do Portal

ser proativo

Descubra como ser proativo

O que significa ser proativo. O que fazer para desenvolver a proatividade. Como saber se você tem iniciativa. Entenda a diferença entre ser proativo e reativo.

employee experience

O que não é Employee Experience

O que Employee Experience não é, significado, exemplos, vantagens, employee branding, employee journey, experiência do funcionário, implementação e guia.

ser proativo

Descubra como ser proativo

O que significa ser proativo. O que fazer para desenvolver a proatividade. Como saber se você tem iniciativa. Entenda a diferença entre ser proativo e reativo.

Conheça um de nossos treinamentos pela voz do nosso CEO.
Vídeo online sem interação humana.

Assistir agora

Fique por dentro dos próximos treinamentos, webinários ao vivo e programe-se para participar de algum deles no melhor momento para você.

Agendar

Quer mais informações?
Descubra como o Google, Facebook, Bradesco, Syngenta e outros clientes tem investido na formação de seus líderes e como você pode trazer nossas metodologias para sua empresa.

Solicitar contato