Próximo EVENTO
Conversas Cruciais - Dezembro 2023
Ver Eventos
Carreira

Como aplicar um Plano de Desenvolvimento Individual, o PDI

Como aplicar um Plano de Desenvolvimento Individual, o PDI

Promover o desenvolvimento de pessoas é um processo que exige planejamento e acompanhamento de resultados. Afinal, é importante entender quais são as competências que precisam ser trabalhadas em cada contexto e, a partir disso, desenvolvê-las de acordo com as melhores estratégias para cada membro do time. Para garantir os melhores resultados nesse processo, o Plano de Desenvolvimento Individual pode ser o seu maior aliado.

Mas você sabe o que é um Plano de Desenvolvimento Individual (também conhecido como PDI) e qual a proposta desse processo? Entende qual a melhor forma de colocá-lo em prática e quais erros devem ser evitados? Se não, está na hora de descobrir!

Continue a leitura e entenda mais sobre o PDI!

O que é e quais são os objetivos do Plano de Desenvolvimento Individual

O Plano de Desenvolvimento Individual é um documento que estrutura todas as estratégias e ações que cada um dos trabalhadores devem realizar para se desenvolver ao longo do tempo. Ele funciona como um mapa, no qual é traçada uma rota individual de desenvolvimento, de acordo com o ponto no qual o colaborador está hoje e os seus objetivos futuros.

Desse forma, o principal objetivo do PDI é acelerar e otimizar o desenvolvimento do time. Isso porque, em vez de propor apenas treinamentos gerais, voltados para toda a área ou empresa, essa estratégia exige que você entenda as particularidades, assim como limitações e fortalezas, de cada um.

É a partir disso que o planejamento é realizado, buscando superar essas lacunas de competência. Por ser individual e personalizado, ele potencializa a estratégia de desenvolvimento como um todo, ampliando o aprendizado do time.

Os benefícios do Plano de Desenvolvimento Individual

Investir em um Plano de Desenvolvimento Individual pode trazer uma série de benefícios, tanto para a empresa quanto para os colaboradores. Veja agora quais são os principais deles:

  • acelera o desenvolvimento de competências e habilidades;
  • promove hábitos de lifelong learning entre os colaboradores;
  • melhora a produtividade e os resultados do time;
  • aumenta a satisfação e a motivação dos colaboradores;
  • permite o investimento em treinamentos personalizados;
  • melhora o desempenho da equipe, indo em direção à alta performance;
  • contribui para a retenção de talentos e a redução da rotatividade;
  • gera dados importantes sobre as competências do time.

Passo a passo para aplicar o Plano de Desenvolvimento Individual

Agora que você já sabe o que é um PDI e qual o seu principal objetivo, é hora de entender como colocá-lo em prática na sua empresa. Veja o passo a passo para isso.

Faça uma avaliação inicial

Como você já sabe, o Plano de Desenvolvimento Individual exige que você conheça bem cada um dos colaboradores. É por isso que o primeiro passo para aplicar o PDI é realizar uma avaliação inicial, entendendo quais são os pontos fortes e limitações de cada membro do grupo e quais são os pontos prioritários para o desenvolvimento.

É a partir dessa primeira avaliação que você montará todo o PDI, focando naquilo que trará mais benefícios para o trabalhador. Essa avaliação inicial também fornece dados para que você avalie os resultados dos treinamentos ao longo do tempo.

Determine um plano de ação

Com a avaliação em mãos, é hora de criar planos de ação para garantir o desenvolvimento dos colaboradores do seu time. Para isso, sente com cada colaborador para, juntos, determinar os objetivos do PDI e quais são as melhores estratégias para o desenvolvimento de competências.

Aqui, vale destacar que é importante que você invista em processos de acordo com as preferências e o modo de funcionamento de cada um dos colaboradores. Isso significa que, para determinado profissional, você pode indicar treinamentos mais teóricos, online, uma vez que essa é a forma como ele prefere aprender. Já outro pode precisar de workshops mais práticos e desafios específicos para desenvolver as mesmas competências. Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de criar o PDI.

Incentive uma cultura de feedback

Com o Plano de Desenvolvimento Individual em mãos, é hora de colocá-lo em prática. Isso significa que você deve determinar datas e prazos para que os profissionais realizem cada uma das etapas do plano e, com isso, acompanhar o desenvolvimento.

Nesse sentido, ter uma cultura de feedback pode ser extremamente importante. Afinal, ela permite que você incentive os colaboradores a dar e a receber feedbacks ao longo de todo o processo. Com isso, é possível sentir a evolução de cada um e ajustar a rota caso perceba que determinada competência ainda não foi desenvolvida da forma como deveria.

Avalie resultados e faça ajustes

Por fim, vale destacar que é essencial avaliar os resultados do Plano de Desenvolvimento Individual ao longo do tempo. Isso significa que você deve avaliar os colaboradores novamente e comparar os resultados obtidos com os da primeira avaliação, assim como com os objetivos estabelecidos.

Caso perceba que os resultados não foram adequados aos objetivos estabelecidos, faça um diagnóstico no processo e tente entender quais são os pontos de melhoria. Faça ajustes no PDI e continue mensurando os resultados ao longo do tempo.

Erros que precisam ser evitados ao aplicar o PDI

Existem alguns erros comuns quando se fala em Plano de Desenvolvimento Individual. Entender quais são eles é a melhor forma de evitá-los, melhorando a qualidade do processo como um todo.

Confira os principais erros que você deve evitar:

  • não priorizar pontos de desenvolvimento;
  • não envolver os colaboradores no processo;
  • criar um Plano de Desenvolvimento padrão para a maior parte do time;
  • não investigar quais são as melhores estratégias de aprendizagem para cada colaborador;
  • não avaliar os resultados ao longo do tempo;
  • criar um plano pouco prático, sem prazos ou determinações acerca das entregas esperadas.

Com este artigo, você entendeu o que é o Plano de Desenvolvimento Individual, quais são seus objetivos e os benefícios que ele pode trazer. Também descobriu como implementá-lo na empresa e quais são os erros que devem ser evitados nesse momento. Percebeu como o PDI pode ser um grande aliado do negócio, principalmente quando se fala em treinamento e desenvolvimento de colaboradores? Então, aproveite todo o conhecimento adquirido e comece, agora mesmo, a colocá-lo em prática na sua empresa!

Gostou do artigo? Quer se informar ainda mais? Curta a página da Aspectum no Facebook e fique sempre por dentro das nossas novidades!

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.
arrow upwards