Cultura Organizacional

Você sabe o que é mudança organizacional?

Qualquermodificação, para que seja bem-sucedida, requer planejamento, principalmente quando se trata de alguns tipos de mudançasorganizacionais, o queexige esforços de toda aempresa, afetando, de formas variadas, cada colaborador durante o processo.Os impactos decorrentes desse tipo de transformação podem ser muito positivos, mas por vezestendem a gerar conflitos e instabilidade no ambiente de trabalho, algo que todolíderbusca evitar.Pensando nisso, preparamos este artigo com oque você precisa saber sobre mudança organizacional, quais são os seus tipos e como agir durante o processo.Boa leitura!

O que é mudança organizacional? 

Para que uma empresa seja bem-sucedidadiante de todos os desafios que ocorrem ao longo do tempo, é preciso que ela se adapteàs novasexigências dos clientes e do mercado.E para que uma organização se mantenha sempre competitiva, os gestores e administradores devem observar as alterações externas e internas, bem como o modo que elas influenciam o negócio, sempre de acordo com as necessidades dos seus clientes.A partir dessa análise, surgirão algumas possibilidades para melhorar a gestão. Demandando, assim, uma mudança organizacional, que pode ser planejada ou simplesmente acontecer de forma espontânea.

Quais são os tipos de mudanças organizacionais? 

Existem 4 tipos de mudanças organizacionais atualmente, e cada um deles tem suas particularidades. Essas modificações podem ser:

  • incrementais: o seu objetivo é acrescentar ou incluir algo à cultura da organização. Costuma ocorrer de maneira espontânea, sem planejamento, e é a mais comum entre os 4 tipos de mudança;
  • transformacionais: o foco desse tipo de mudança é na alteração de algum processo já existente. É a que costuma gerar mais conflitos entre os colaboradores, já que afeta a maneira como eles estão acostumados a trabalhar;
  • evolucionárias: nelas existem a definição de um propósito bem delineado, com o objetivo de atender uma necessidade interna ou uma demanda externa;
  • revolucionárias: o propósito dessa mudança é mais estratégico, e parte de uma revolução do “alicerce” da empresa.

Como a mudança costuma gerar conflitos?

O processo de mudança organizacional tende a gerar impactos, visto que as transformações ocorrem de dentropara fora. Por isso, muitos colaboradores são resistentes ao abandono de velhos hábitos.Novas contratações, implantação de novidades em tecnologias, assim comoalterações nos salários ou nos planos de carreirasão algumas novidades que podem causar um sentimento de instabilidade em muitas pessoas.Imagine, por exemplo, uma mudança transformacional em uma empresa com funcionários que trabalham há mais de 10 anos da mesma forma. Mesmo com treinamento técnico adequado, muitos deles vão demorar a adotar a nova metodologia, o que afetatemporariamentea produtividade.Assim, empresas costumam enfrentarconflitos internos. Por isso, a melhor maneira de estabelecer uma mudança organizacional é fazendo um planejamento antecipado de todas as fases, para que a transição seja a mais eficazpossível.

Como é feita uma mudança organizacional?

Com as constantes evoluções da tecnologia e das demandas domercado, inevitavelmente, sua empresa precisará passar por algumas mudanças durante a sua existência. Abaixo, separamos aquelas que costumam ocorrer de forma mais natural e às quais a maioria das organizações ficam obrigadas a se moldarem. Veja!

Gerenciamento de processos internos

Se uma empresa quiser se manter competitiva no mercado, ela precisará modificar os seus processos internosem algum momento. Isso porque, até mesmo uma pequena alteração em um processo existente, já é considerada uma mudança organizacional.Para aperfeiçoaros processos internos, é feito o mapeamento e o monitoramento dosresultados, a fim de identificar quais etapas funcionam bem e quais não são eficazes, de modo a alterá-las.

Automatização das atividades

A automatização das atividades, apesar da sua simples definição, tem um impacto gigantesco em relação à produtividade de uma empresa, e podem serimplantadas do início da linha de produção até as funções administrativas.Com o passar do tempo, toda organização sentiráa necessidade de instalar máquinas mais modernas e novos sistemas de softwares para aumentarsua produção. Essa é uma consequência natural da evolução tecnológica.

Organização do pessoal

Estabelecer uma nova organização de pessoal talvez seja um dos tipos de mudança mais complexos de se fazer, pois podeenvolver a reorganização de equipes edispensa de funcionários. Essas são alterações que podemgerarconflitos, mas fornecem muitas melhorias para a empresa, quando bem executadas.Assim, é necessário que haja uma boa comunicação com todos os colaboradores e, principalmente, que os gestores tenhamsensibilidade e inteligência emocionalpara conduzir bem a situação.

Redefinição de metas

A definição de metas é um tipo de mudança organizacional evolucionária, ou seja, surge naturalmente e conforme a organização evolui. Muitas empresas costumam redefinir seus objetivosem situações de dificuldade para que consigam sobreviver às crises, e é exatamente por isso que elas costumam ser mais flexíveis que as demais.

Reposicionamento diante do mercado

Por ter como foco aspectos estruturais, o reposicionamento de marca é considerado uma mudança organizacional revolucionária e exige muito estudo e análises minuciosas.Em muitos casos, ele é utilizado por empresas que desejam novos caminhos, pois consiste na avaliação do cenário com foco em ocupar ramos diferentes, com maior demanda, ou uma área mais especializada dentro do mesmo ramo.

Integração de setores

Ao traçar qualquer meta e objetivo para a empresa, é essencial que os setores estejam interligados e sejam alinhados para que o planejamento estratégico seja cumprido de maneira eficiente. Sendo assim, uma mudança organizacional necessita que haja essa união entre as áreas para evitar falhas e para que as ações sejam cumpridas de acordo com o plano preestabelecido.Para isso, faça reuniões periódicas e demonstre a cada colaborador o quanto o seu trabalho é essencial para o desenvolvimento do negócio. Isso permitirá que ele tenha uma visão mais ampla sobre as suas tarefas e esteja mais engajado em fazer com que a organização fiquem em constante crescimento.Além disso, haverá um senso de trabalho em conjunto. Isso traz, como consequência,a redução do aspecto de competitividade interna, que podeser bastante prejudicial para o desenvolvimento das equipes.

Capacitação dos colaboradores

Motivar a capacitação dos colaboradores permite muito mais do que apenas uma mudança organizacional de forma efetiva, como também aumenta a motivação, diminui a taxa de turnover, retém talentos e reduz o absenteísmo.Além disso, é possível fornecer treinamentos que desenvolvam as habilidades de cada profissional, contribuindo também para um clima mais amistoso dentro das empresas, permitindo decisões mais efetivas.

Qual é o papel do líder na mudança organizacional?

Com o objetivo de que todas as estratégias para a mudança organizacional sejam cumpridas de forma positiva, é preciso um importante papel da liderança nessa gestão. É ele quemconduzirá as transformações e fará com que as etapas sejam elaboradas de acordo com o planejamento.Essa presença é essencial, pois a figura do líder é quem conhece de forma mais exata os processos internos da empresa. Além disso, é esse profissional que orientará os colaboradores com as novas ferramentas e os novos formatos, englobará o planejamento e as finanças, além de contornar os conflitos já mencionados.Além disso, é o próprio líder que terá uma visão mais ampla sobre os resultados da mudança organizacional, buscando estabelecer estratégias que contarão com a adesão dos colaboradores para que as metas sejam alcançadas.É a partir desse exemplo que os profissionais da empresa, independentemente do setor, buscarão por se desenvolver profissionalmente— contando com o apoio da empresa—, terão iniciativa e pró-atividade para contornar as situações adversas, além de estarem 100% comprometidas com os novos processos.Conforme abordado, é essencial contar com reuniões de equipe que vão permitir que todos estejam cientes do que está sendo feito e o por quê. E é o líder quem definirá os melhores dias e horários, as pautas e como transmitir para aquelas pessoas o que é necessário ser feito de maneira que vai impactar positivamente o dia a dia de todos naquele local.

Como agir diante da mudança organizacional?

Durante a leitura, pudemos perceber que as mudanças organizacionais costumam gerar conflitos, sendo que algumas são mais impactantesdo que outras. Apesar disso, também ficou fácil notar aimportância do papel de uma liderançadurante essa transformação.Além demotivar os demais funcionários e de apontar o melhor caminho para todos os envolvidos, o gestor precisa cuidar do processo para garantir que a mudança seja adotada pelos colaboradores.A mudança organizacional é uma necessidade inquestionável se você deseja sempre alcançar resultados melhores. É necessáriotraçar uma boa estratégia e saber conduzir todos de forma sábia. Conforme percebido, é essencial contar com treinamentos para que os colaboradores possam desenvolver as suas habilidades, além de estarem mais engajados a contribuírem para essas novas soluções.A partir das capacitações, os profissionais entenderão qual é o seu papel naquele contexto, além de trabalhar de maneira mais efetiva para que as metas almejadas sejam alcançadas. Assim, o sucesso de cada um dos tipos demudanças organizacionais se torna cada vez mais concreto, desenvolvendo a empresa e colocando-a nos trilhos do crescimento.As informações deste conteúdo foram relevantes para você? Entre em contato conoscoe converse com algum de nossos profissionais. A Aspectum é uma empresa de treinamentos comportamentais que visa a melhor performance organizacional de sua equipe.

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.