Você sabe a real importância das relações interpessoais?

Mais um conteúdo especial preparado pela nossa equipe de conteúdo. Treinamento e desenvolvimento na veia. A cada texto uma nova descoberta, um novo insight, uma nova oportunidade de crescer. Acompanhe!

Escrito por:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
relacoes interpessoais
O ser humano é, por natureza, um ser social — isso implica em lidar constantemente com diferentes personalidades. No entanto, conduzir relações interpessoais nem sempre é fácil, já que os comportamentos alheios podem nos afetar de forma negativa ou positiva, dependendo do momento e de outros fatores.

Normalmente, quando falamos em relacionamentos, logo imaginamos os amorosos e as amizades, mas a verdade é que eles vão muito além desses conceitos. No ambiente corporativo, por exemplo, os relacionamentos profissionais entre colegas de trabalho são muito importantes e merecem atenção especial.

Dada a importância do tema, neste artigo, vamos abordar o que são as relações interpessoais, a importância delas nas organizações e apresentar dicas de como desenvolver essa capacidade. Então, fique conosco para saber mais sobre o assunto!

O que são as relações interpessoais?

A Psicologia e a Sociologia definem as relações interpessoais como um vínculo ou conexão entre as pessoas em determinados locais e circunstâncias. Sendo assim, elas existem em uma infinidade de momentos, junto aos familiares, no trabalho, nos ambientes religiosos etc., e são fundamentais para o desenvolvimento pessoal e profissional de todo indivíduo.

Embora os relacionamentos interpessoais sejam extremamente complexos, sabemos que é da natureza do ser humano estar sempre ligado a alguém. Devido à nossa necessidade natural de buscar a constante troca de conhecimentos, emoções e energias com os demais.

Como desenvolver essa capacidade?

Tendo em mente o conceito, é importante buscarmos o desenvolvimento dessa capacidade: e existem alguns fatores e ações que são essenciais nessa jornada.

O autoconhecimento, por exemplo, é uma peça-chave para melhorar a habilidade de se relacionar com outras pessoas. Isso porque, quando não sabemos quem realmente somos ou não temos compreensão das nossas emoções, tendemos a sabotar frequentemente relações interpessoais — é aí que surgem desentendimentos e estresse com familiares, amigos e colegas de trabalho.

Dessa maneira, para termos uma boa capacidade de relacionamento interpessoal, precisamos, antes, compreender melhor os nossos sentimentos e anseios. Assim, muitos conflitos e problemas do dia a dia poderão ser evitados.

Como são as relações interpessoais no ambiente de trabalho?

Os resultados que uma empresa obtém dependem, diretamente, do relacionamento entre os seus colaboradores. Assim sendo, quando as suas equipes trabalham de forma sintonizada e harmoniosa, certamente, os efeitos na produtividade e na qualidade dos resultados serão percebidos.

Tudo isso influência diretamente no ambiente corporativo. Impactando, por consequência, a capacidade organizacional de se colocar em uma posição de vantagem competitiva frente ao mercado.

Sendo assim, uma boa estratégia é promover o desenvolvimento das estratégias de relações interpessoais a partir de treinamentos comportamentais corporativos capazes de inovar na execução de atividades.

Qual a importância nas organizações?

Imagine um projeto em que todos trabalham juntos e empolgados dando sugestões. A tendência é que ele produza muitos frutos benéficos. Por outro lado, quando os colaboradores não respeitam as opiniões uns dos outros e não se sentem abertos a propor suas ideias, o projeto vai demorar bem mais para sair do papel. Se sair, com certeza não será em sua melhor versão.

Percebe como a qualidade das relações interpessoais pode afetar o ambiente de trabalho? Na melhor das hipóteses, uma equipe em desarmonia vai gerar problemas de baixa produtividade e falta de motivação. Para mudar essa situação, é preciso fortalecer o sentido de empatia, desenvolver lideranças na empresa e ter muita paciência.

Como ter relacionamentos saudáveis?

A complexidade de estabelecer relacionamentos saudáveis ainda é um aspecto da vida que assusta muitas pessoas, uma vez que instalou-se no inconsciente coletivo a crença limitante de que não é fácil ter relações honestas, confiáveis e de respeito.

Entretanto, saiba que é possível, sim, construir relacionamentos saudáveis, tanto pessoalmente quanto no âmbito profissional. Para isso, é preciso, primeiramente, aprender a ouvir para, só depois, dar opiniões. Além do mais, é preciso ter atenção a tudo o que se diz ao próximo: não podemos controlar o entendimento dos outros, mas podemos ser claros e objetivos para evitar um mal entendido, certo?

Como lidar com os pontos negativos das relações interpessoais?

Já sabemos que maus relacionamentos entre funcionários são responsáveis, em grande parte, pelo fracasso dos planos vislumbrados. Diante disso, algumas atitudes podem ser tomadas e outras evitadas para manter o equilíbrio dentro da organização. Veja abaixo alguns exemplos.

Respeite a história do outro

Da mesma forma que você já vivenciou diversas experiências pessoais ao longo da vida, com os seus colegas isso também ocorre. Portanto, se você quer que respeitem as suas histórias, comece respeitando as dos outros. Esse aspecto está diretamente relacionado ao próximo item.

Seja prestativo e educado

O avanço da diversidade nas organizações é uma realidade que deve ser encarada positivamente. Por outro lado, o impulso natural das pessoas é de se abrir e colaborar mais facilmente com aqueles que compartilham da mesma visão de mundo, valores e cultura.

Diante disso, muitas vezes as opiniões que são bem aceitas em determinado grupo social podem soar agressivas e, até mesmo, excludentes para pessoas que tenham outro contexto.Cabe ressaltar que a discriminação no trabalho é altamente prejudicial para todas as relações interpessoais.

Afinal, a empresa deve ser um ambiente seguro para que cada um possa focar na obtenção dos resultados almejados e, nesse contexto, a cordialidade tem papel crucial. Mais do que demonstrar boa educação, procure estabelecer trocas humanas positivas, sendo prestativo com todos independentemente das diferenças que possa haver entre você e qualquer outra pessoa.

Esqueça os julgamentos

Quando pensar em fazer algum comentário maldoso sobre a atitude de alguém, lembre-se de que essa pessoa certamente teve alguma motivação para fazer aquilo. Logo, deixe os julgamentos de lado e tente exercer a empatia, colocando-se no lugar do outro. Se for necessário ajudar alguém a corrigir algum erro, faça isso também despido de preconceitos.

Desenvolva sua inteligência emocional

Esse tipo de habilidade está relacionada à compreensão das próprias emoções, o que é diferente de simplesmente negá-las. Mais do que a competência para resolver conflitos de forma diplomática, a inteligência emocional abrange a consciência de si mesmo e do outro, visando trocas humanas muito mais positivas.

De igual modo, saber como estabelecer uma comunicação clara e efetiva também é um fator que influenciará positivamente todos os processos decisórios.

Outro aspecto bastante relacionado é desenvolver o entendimento das motivações. Afinal, cada pessoa tem seus próprios valores e, por isso, dá importância a eles de maneira própria. Por exemplo, enquanto alguém pode ter uma atitude mais compreensiva em relação a um atraso de 15 minutos, outra pessoa pode encarar esse problema como uma atitude gravemente desrespeitosa.

Demonstrar inteligência emocional é, mais do que tudo, entender que todos somos diferentes e que o meu conjunto de prioridades nunca deve ser imposto ao outro, mas sim compartilhado na busca de entendimento. Essa postura favorece muito a construção de melhores relações interpessoais.

Invista em autoconhecimento

Você viu acima a importância do autoconhecimento para melhorar as relações interpessoais. Então, não deixe de investir nesse poderoso instrumento de melhoria social. Desenvolvendo a si mesmo, você conseguirá enxergar as situações de forma mais objetiva, além de fazer a mudanças e ajustes necessários à melhoria das suas relações.

Demonstre se importar com as pessoas

A reciprocidade é um princípio muito acentuado no comportamento humano. Quando você recebe uma ação positiva vinda de outra pessoa, é natural o instinto de retribuir aquele benefício.

Da mesma forma, ao demonstrar que se importa com as pessoas, consequentemente também será acolhido de maneira mais receptiva e cuidadosa por quem você despertou essa troca positiva.

Saiba receber e fazer feedback construtivos

A compreensão de que o feedback é uma prática essencial no ambiente corporativo possibilita um ambiente de confiança e parceria entre os profissionais de uma equipe. Antes de entender o que é o feedback, qual a maneira adequada de dar e receber, vamos estabelecer o que ele não é.

Primeiramente, é importante saber que feedback não é crítica, da mesma forma que não deve ser visto como punição ou constrangimento a quem o receberá.

Um feedback é uma contribuição para o desenvolvimento do outro, que se afasta do impulso de julgar a pessoa, mas, na verdade, envolve a observação de um comportamento específico cujo impacto causado talvez ainda não tenha sido adequadamente percebido por quem praticou a ação.

Ao apresentar um ponto de melhoria, nunca o faça em público. Do contrário, a pessoa se sentirá exposta e buscará uma atitude defensiva.

Por isso, o momento em que o feedback é oferecido também precisa ser ponderado. Evite oferecer um feedback imediatamente após a ação ou demorar muito de forma que o contexto já tenha caído no esquecimento.

Melhorar as relações interpessoais é uma meta plenamente alcançável quando repensamos nossos hábitos negativos e adotamos novas atitudes. Com a ajuda de uma empresa especializada em treinamentos corporativos, esse processo tende a ser ainda mais rápido e efetivo.

Gostou das informações contidas neste artigo? Elas auxiliaram de alguma forma? Então, aproveite a sua visita para compartilhar este post nas suas redes sociais e ajudar seus amigos a melhores seus relacionamentos também!

Lembre-se de compartilhar este artigo!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba as últimas novidades sobre treinamentos e desenvolvimento humano

tudo sobre desenvolvimento de pessoas, capacitação & RH.

Mais do Portal

impacto socio econômica das organizações na sociedade

O impacto das organizações na sociedade

Comumente devido ao dia dia esquecemos da importância que uma empresa tem na sociedade. Você que possui uma empresa, já parou para pensar do papel importantíssimo que você está desempenhando? Indiferente do tamanho da sua empresa, ela exerce um papel fundamental na sociedade.

Conheça um de nossos treinamentos pela voz do nosso CEO.
Vídeo online sem interação humana.

Assistir agora

Fique por dentro dos próximos treinamentos, webinários ao vivo e programe-se para participar de algum deles no melhor momento para você.

Agendar

Quer mais informações?
Descubra como o Google, Facebook, Bradesco, Syngenta e outros clientes tem investido na formação de seus líderes e como você pode trazer nossas metodologias para sua empresa.

Solicitar contato