Liderança

Descubra se você tem um líder autoritário

Descubra se você tem um líder autoritário

Você conhece as principais características de um líder autoritário? No mundo corporativo, existem diferentes estilos de liderança, com seus prós e contras. Não há um modelo certo a ser definido. Existem situações, por exemplo, que pedem uma gestão mais liberal, enquanto outras precisam de maior controle sobre as demandas, tanto pela responsabilidade das funções quanto pelo impacto que as atividades oferecem nos resultados da organização.

Muito se discute no universo corporativo sobre a influência que um líder é capaz de exercer sobre os seus liderados, deixando as pessoas mais ou menos motivadas e, consequentemente, os resultados melhores ou piores.

Entre os perfis mais comuns que podem ser encontrados dentro das empresas está o líder autoritário. Apesar de esse ser um estilo de liderança bastante criticado hoje em dia, justamente por minar o potencial da equipe, a postura autoritária ainda se faz bastante presente, especialmente naquelas organizações que valorizam a pirâmide hierárquica e têm uma estrutura mais tradicional.

Mas, afinal, será que contar com um líder autoritário na sua empresa traz mais benefícios do que malefícios? Como é esse tipo de liderança?

Embora não seja um modelo de liderança com o qual nos espelhamos muito, neste material, conheça um pouco mais sobre as características do líder autoritário ou de uma liderança autoritária. Continue a leitura e saiba mais!

Quais as características do líder autoritário?

Primeiro, vamos entender um pouco mais sobre as principais características de uma liderança autoritária. Confira!

Centralização do poder da decisão

A liderança autoritária centraliza o poder de decisão. Não há autonomia para que a equipe possa definir, por si só, algumas das principais diretrizes do time. Tudo precisa passar pelo gestor para, em seguida, dar prosseguimento com as atividades.

Se houver alguma ideia inovadora, por exemplo, é preciso inicialmente que haja uma conversa com a gestão para coletar o feedback, além de garantir o sinal de que há a possibilidade de dar continuidade com esse projeto. Da mesma forma, nenhum processo é levado para outra equipe sem antes ter o aval do líder.

Liderança baseada no poder

Além disso, a liderança autoritária é baseada no poder. Ou seja, de forma bem hierarquizada. Consequentemente, esse tipo de ação pode custar caro para a empresa, uma vez que, quando há um poder centralizado em uma pessoa para a tomada de decisão, desestimula o debate entre os times, tão importante para conseguir trazer boas ideias.

Também destaca-se o fato de que há uma maior lentidão quando nos referimos à tomada de decisão. Se a liderança estiver em um evento importante, nenhuma ação tem progresso dentro da equipe, uma vez que apenas a gestão tem o poder de autorizar as etapas do processo.

Menor delegação de tarefas importantes

A liderança autoritária, por centralizar o poder e as decisões, delega de forma menos frequente algumas demandas importantes. Isso pode ser negativo para as empresas, uma vez que a liderança não necessariamente está naquele cargo por um longo período de tempo. Caso ela saia da organização, ninguém mais terá o conhecimento necessário para prosseguir com as atividades, o que poderia gerar entraves no dia a dia do time.

Mais responsabilidades para o líder

Consequentemente, ele acumula mais responsabilidades do que o normal, o que poderia ser negativo também para o profissional. Afinal, diversas ações têm a possibilidade de serem destinada a outras pessoas e ele acaba executando mais do que a sua capacidade.

Isso pode acarretar em necessidades de horas extras e ainda trazer prejuízos para a sua saúde mental, como ansiedade, estresse e burnout.

Quais as vantagens da liderança autoritária?

Conforme abordamos no início do material, nem sempre um estilo de liderança é completamente negativo. Há situações que pedem que ele seja implementado para conseguir suprir com as necessidades do negócio. A seguir, trouxemos algumas das vantagens da liderança autoritária.

Raciocínio rápido

Existem organizações que exigem que haja um raciocínio rápido e mais processual, justamente pela responsabilidade das decisões que são tomadas. Nesses casos, ter apenas uma pessoa para a tomada de decisão se torna mais útil, uma vez que vai seguir a mesma lógica para diferentes casos e trazer mais agilidade para alguns processos.

Ganhos de performance para equipes inexperientes

Caso a equipe seja inexperiente, é natural que ela não participe de algumas decisões consideradas importantes para o andamento do negócio. Nesse caso, é comum que as pessoas apresentem um desempenho mais alto quando há uma liderança autoritária, uma vez que as demandas serão mais padronizadas e vai haver um maior controle do que é entregue.

Maior qualificação do time

Esse tópico está diretamente ligado ao anterior. Há uma melhor performance em equipes inexperientes justamente por haver uma maior qualificação do time. Afinal, há uniformização das tarefas, o que contribui para que as pessoas aumentem o grau de especialidade em cima do que é feito na equipe.

Aumento da qualificação

No sistema autocrático, é costume haver maior uniformização de tarefas, aumentando o grau de especialidade e qualificação de cada subordinado. Isso pode ser positivo, já que leva ao aumento do controle das tarefas e há menores despesas com treinamento.

Quais as desvantagens da liderança autoritária?

A seguir, selecionamos também algumas das principais desvantagens que devem ser consideradas antes de adotar uma liderança autoritária em sua empresa. Confira!

Mais conflitos

Muitas vezes, uma liderança autoritária é vista com más olhos pela equipe, como uma espécie de ditador. Afinal, há nesse contexto microgerenciamento, em que a pessoa vai querer ficar por dentro de tudo que acontece dentro da equipe.

Isso contribui para que haja uma maior taxa de turnover, mais absenteísmo e, consequentemente, traz prejuízos para o negócio, tanto financeiros quanto relacionados ao capital humano.

Desvalorização das pessoas

Em qualquer organização, independentemente do nicho de atuação, o reconhecimento deve ser uma prática constante nos times. Em uma pesquisa realizada pela Psychometrics, quando questionados sobre o que as lideranças deveriam fazer para melhorar o engajamento, 52% afirmaram que era dar reconhecimento.

No caso da liderança autoritária, há um efeito contrário: constantemente há desvalorização da equipe, o que contribui para que haja um sentimento de que ela não tem nenhum tipo de significância na empresa, reduzindo a motivação. Novamente, a retenção está ameaçada, perdendo um diferencial competitivo importante no mercado.

Menor criatividade

Por fim, destaca-se que, quando há um líder autoritário, há menos oportunidades para que os times possam exercer a sua criatividade. Se não houver inovação, sua empresa fica para trás em relação aos concorrentes, além de estar estagnada nos mesmos processos por um longo período de tempo.

Neste conteúdo, você pôde conhecer algumas das principais características da liderança autoritária, além de conferir quais são as vantagens e desvantagens. Como dissemos, há casos em que ela pode ser útil. Porém, traz mais desvantagens do que vantagens para a maioria das vezes.

Nesse sentido, é importante entender as necessidades do seu negócio e também realizar treinamentos de liderança para identificar aqueles mais apropriados para a sua realidade, bem como garantir a presença de líderes qualificados.

Por que é importante entender o comportamento de um líder autoritário?

Para a empresa — e especialmente, nesse caso, os profissionais do RH — saber reconhecer o perfil autoritário de uma pessoa antes mesmo de contratá-la é essencial para avaliar se esse profissional se adequa aos pensamentos da organização, bem como ao restante da equipe.

Isso porque, como já dissemos, um líder autoritário pode desmotivar todo um time, prejudicando os resultados da empresa no médio e longo prazo. Além disso, esse perfil de profissional, quando mal direcionado, tem a capacidade de desmotivar as equipes, aumentar a rotatividade dos funcionários e, até mesmo, gerar ações trabalhistas.

Como age um líder autoritário?

Opressão, controle, inflexibilidade, imposição de suas convicções, aversão às críticas, incapacidade de dar voz e autonomia aos seus subordinados. Essas são apenas algumas das características de um líder autoritário.

Além disso, esse perfil de chefe não costuma estar aberto ao diálogo, seja para ouvir dos colaboradores ideias que possam melhorar os fluxos de trabalho ou algum problema de caráter pessoal que esteja impedindo o funcionário de cumprir com as suas atividades dentro da empresa.

Você pode estar se perguntando, ao ler todas essas características, como um profissional autoritário consegue emprego no modelo empresarial atual? Na verdade, esse perfil traz excelentes resultados à organização, especialmente no curto prazo.

Por diversos motivos, o líder autoritário entrega o que a empresa pede, mas com o passar do tempo, a tendência é que esse cenário positivo não seja sustentado, já que os subordinados vão se sentindo desmotivados e, até mesmo, começam a ter conflitos na empresa, o que influencia os processos de trabalho.

Existe diferença entre o líder autoritário e o exigente?

Ao contrário do autoritário, o líder exigente é aquele que, como o próprio nome já sugere, exige rigor em relação aos seus princípios.

Esse profissional, na verdade, é uma pessoa muito experiente em sua área de atuação e é capaz de transmitir os seus conhecimentos à equipe, ao mesmo tempo em que confia nela para desempenhar as suas funções. Enquanto o líder autoritário é temido, o exigente é respeitado. Enquanto o autoritário desgasta, o exigente inspira o time.

Uma equipe liderada por um profissional exigente tem espaço para fazer o seu trabalho, se desenvolver e ter relações interpessoais saudáveis, já que o líder sabe cobrar resultados e delegar tarefas, mantendo o controle da situação.

Como você pôde ver neste texto — e também deve observar no seu dia a dia do trabalho —, o líder autoritário vem perdendo cada vez mais espaço no mercado de trabalho, tendo em vista que os profissionais não aceitam mais trabalhar em empresas que o ambiente de trabalho seja tóxico e as metas são inalcançáveis.

Portanto, vale a pena observar bem os perfis dos seus líderes e optar pela contratação de pessoas exigentes, que são capazes de trazer bons resultados para a empresa e todos aqueles que trabalham diretamente com ele.

Por falar nesse tópico, se você deseja se aprofundar no assunto, continue no blog e confira um material que produzimos para auxiliar empresas a desenvolver lideranças nos profissionais!

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.