Liderança

Liderança liberal: o estilo de liderança laissez-faire

A liderança liberal é conhecida como a ausência de influência direta do líder no processo de evolução dos seus liderados. Dessa forma, permite-se que a equipe tome decisões com mais liberdade, pois o gestor participa apenas quando a sua presença é requisitada. Isso faz com que consiga facilitar as atividades do seu time ao fornecer as informações necessárias e estímulo aos colaboradores. 

Quer entender melhor sobre a liderança liberal? Então, confira as informações que separamos. 

Modalidades de uma liderança liberal

Para identificar o perfil da liderança liberal ideal a ser aplicado, você pode verificar a existência de condições para algumas características. Veja a seguir! 

Abordagem de não intervenção (Hands-off)

Nessa abordagem os gestores não costumam influenciar a tomada de decisão e nem guiar o grupo durante os projetos e tarefas. Se for possível, ele dá até um passo atrás para permitir que os seus liderados consigam se desenvolver e liderar.

O seu papel é fazer com que o próprio grupo se responsabilize pelo planejamento e execução das ações necessárias para conquistar os objetivos propostos em longo prazo. Mas para que isso seja possível, o líder deve apoiar o seu grupo, criando uma boa estrutura para que o seu time tome as decisões corretas e alcancem as metas estabelecidas. 

Já que esse tipo de líder não interfere no processo de decisão, ele deve garantir que a equipe esteja bem preparada para poder fazer com que os processos sejam desenvolvidos da melhor maneira possível. Entretanto, caso o grupo encontre algum problema durante a sua jornada, esse profissional deve ajudar a resolvê-lo. Assim, com essa liderança, é possível capacitar os funcionários a desenvolverem melhor o seu talento. 

Tomada de decisão nas mãos da equipe

Aqui, mesmo com os objetivos e visão definidos pela empresa e líder, o poder de decisão é centralizado nas mãos dos funcionários, que podem optar por envolver outras pessoas ou podem fazer as escolhas sem consultar os seus pares. Com isso, o gestor não tende a delegar e nem participar das decisões. O que ele faz é apoiar os demais colaboradores, fornecendo feedback aos mesmos, para que possam desenvolver suas habilidades e processos futuros com mais qualidade e eficiência.

Nesse sentido, o líder apoia os colaboradores como um mentor. O que permite que os profissionais cometam erros e criem condições para que cada escolha seja uma forma de aprendizado para o seu processo evolutivo. 

A responsabilidade é sempre do líder

Essa característica costuma ser muito parecida com os outros estilos de liderança. Isso porque, mesmo que o líder não participe de maneira direta das tomadas de decisões, a responsabilidade dos processos continua sendo desse profissional. 

Nesse tipo de sistema, o gestor tem a responsabilidade de reunir a equipe. Ou seja, ele deve se encarregar de montar o seu time com especialistas capacitados para que seja possível atingir os objetivos com eficiência. Isso significa que, se o líder não colocar uma pessoa certa para um cargo, ele será o responsável pelo erro cometido.  

Contudo, isso não quer dizer que os subordinados estão totalmente livres de responsabilidades. Na liderança liberal, um bom gestor sempre vai estabelecer um conjunto de recompensas e punições para fazer os colaboradores terem foco nos resultados, sem que precisem correr grandes riscos. 

Subordinados capacitados e autônomos

Na liderança liberal, a participação do líder é bastante limitada. Isso faz com que o conhecimento, a autonomia dos subordinados e a capacidade de resolver problemas se tornem mais elevadas do que nos demais tipos de liderança. 

Os colaboradores devem conseguir fazer um bom automonitoramento, para que possam entregar um trabalho de qualidade. Assim, com maior liberdade para planejar e fazer as atividades, os subordinados precisam ser capazes de trabalhar sem que haja uma orientação. 

Outra característica presente na liderança liberal é o fato dos liderados terem a capacidade de resolver problemas. Isso porque, como o líder não costuma se envolver de forma direta na superação dos obstáculos, os funcionários passam a ter mais criatividade e capacidade de pensar em soluções eficientes. 

Vantagens da liderança liberal

A liderança liberal pode trazer inúmeras vantagens. Confira algumas delas abaixo! 

Promoção e desenvolvimento da autoconfiança dos profissionais

Quando você investe na liderança liberal fica mais fácil os colaboradores se sentirem confiantes para executar suas atividades diárias. Isso acontece devido ao fato deles não trabalharem sob pressão dos gestores que cobram por resultados. Eles mesmos estabelecem o que precisa ser feito com urgência ou não. Assim, eles passam a se sentir mais responsáveis e capazes de desenvolver suas demandas com qualidade. 

Melhora no relacionamento interpessoal dos integrantes da equipe

Quando a equipe tem mais autonomia para cumprir as tarefas e resolver os problemas, eles tendem a melhorar o relacionamento interpessoal, se unindo com mais facilidade e buscando a opinião de um colega de trabalho. Isso permite que haja mais empatia e compreensão com o trabalho dos demais funcionários.  

Contribuição para o aumento da eficiência dos colaboradores

Ter colaboradores eficientes é o sonho de muitos líderes e, com a liderança liberal, é possível alcançar esse objetivo. Como os subordinados têm mais liberdade na produção das suas tarefas, eles conseguem executar o trabalho de forma mais eficiente, visto que podem criar soluções rápidas e práticas para os problemas que forem surgindo. Outras vantagens são:

  • melhora a motivação;
  • proporcionar competências para que o time consiga trabalhar com pouca informação;
  • permite que sejam desenvolvidas habilidades ao trabalhar por conta própria etc. 

Apesar dessas vantagens, a liderança liberal não é recomendada em algumas situações. Entre elas: quando os funcionários não têm conhecimento e experiência para pôr em prática as tarefas, em situações em que os colaboradores não conseguem definir os prazos, em casos que há falta de familiaridade com os processos da empresa.

Além disso, esse tipo de liderança também não é indicada quando os profissionais não são capazes de resolver problemas por conta própria. Portanto, antes de tomar qualquer decisão, é preciso saber analisar os prós e os contras desse tipo de líder, para poder pôr em prática as melhores estratégias.  

Você acha que a liderança liberal pode ser uma boa opção para sua empresa? Fale com nossa equipe, podemos ajudar.

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.