Cultura Organizacional

Universidade corporativa: o que é, qual a importância e como elaborar uma?

As universidades corporativas são mecanismos internos que permitem às empresas investirem no ativo mais importante que elas têm: o capital o humano e intelectual. Em um mercado volátil e em uma economia que passa por mudanças cada vez mais intensas, é necessário que os colaboradores estejam alinhados e capacitados a lidar com as novas realidades, caso contrário, a empresa pode estagnar.

Não é à toa que nos últimos anos a educação corporativa vem ganhando mais espaço e mais importância nas organizações. O seu capital humano é conjunto de experiências, educação e habilidades que interferem diretamente nos resultados e no crescimento de uma corporação.

As universidades corporativas são meios de ensino que objetivam a estruturação de treinamentos e do desenvolvimento dos colaboradores, sejam eles de cargos operacionais, sejam eles da liderança. Apesar de fortemente benéfica e importante, é preciso tomar cuidado durante o processo de implementação e estruturação de uma universidade corporativa no seu negócio.

Para que você entenda mais sobre o assunto, acompanhe este guia e saiba como estruturar, quais as melhores práticas e ferramentas para utilizar. Vamos lá?

O que é universidade corporativa?

As universidades corporativas são instituições de ensino, que pode estar inserida dentro de uma empresa ou ser terceirizada, exclusivamente voltada para o treinamento e desenvolvimento de colaboradores, gestores, liderança e executivos. Também denominada universidade empresarial, esse formato e modelo de ensino é a evolução dos programas de treinamento e desenvolvimento (T&D) dentro das organizações.

Com a importância e a necessidade de treinar e investir em educação corporativa e nas habilidades dos colaboradores, as empresas viram a necessidade de um mecanismo mais completo e focado somente em treinamentos e desenvolvimento do capital humano e intelectual. Assim, as organizações podem planejar um futuro de crescimento e competitividade para os seus negócios.

Apesar de ser um mecanismo para treinamentos, as universidades corporativas têm as suas diferenças e particularidades, quando comparadas aos programas de T&D. A principal delas é que a duração dos cursos costuma ser menor. Assim, além do engajamento corporativo, se alcança mais dinamismo nos cursos e melhor aprendizado.

As universidades corporativas são tidas como estratégia e ferramenta-chave para corporações gigantes e de sucesso, como AmBev, Petrobras, Banco do Brasil, Santander, Natura, Coca-Cola e McDonald’s.

Para que serve a universidade corporativa

O principal objetivo de uma universidade corporativa é fornecer a estrutura adequada para o treinamento de colaboradores e de gerentes. Além disso, também atua no desenvolvimento da liderança e nas estratégias para manter a competitividade corporativa em uma economia em mudança.

Para que essas universidades empresariais gerem os resultados esperados e sejam eficientes, é preciso que elas apoiem e estejam alinhadas à missão, à visão e aos valores de uma empresa. Essa ferramenta corporativa e didática também serve para fortalecer o capital humano da sua organização.  

As organizações que buscam implementar e abrir universidades corporativas, ou centros de desenvolvimento, objetivam tanto a capacitação dos colaboradores quanto o crescimento da organização. Afinal, essas unidades de aprendizagem são focadas na empresa, ou seja, nas necessidades e particularidades da organização.

Portanto, as universidades corporativas, além de estruturarem e fornecerem as condições adequadas para o desenvolvimento dos colaboradores, elas servem para tornar os times mais qualificados, engajados e ainda promovem o trabalho em equipe. Assim, a organização consegue crescer e se manter competitiva em um mercado que muda tanto e se torna mais acirrado.

Também vale reforçar a importância de se ter os valores, a missão e a visão do negócio bem definido e que são encaradas como parte da cultura organizacional. Será a partir desses valores que todas as decisões são tomadas, incluindo aquelas que estão relacionadas às universidades corporativas.

Como funciona uma universidade corporativa?

De modo geral, as universidades corporativas funcionam de duas principais maneiras: criando trilhas de aprendizagem e se preocupando com as estratégias de aprendizado, para que elas estejam alinhadas com as necessidades e características da empresa.

As trilhas de aprendizagem são formadas por uma sequência de atividades complementares voltadas para o treinamento e desenvolvimento empresarial, seja dos colaboradores, seja dos gestores e liderança. Esse conjunto de tarefas é formulado de acordo com o nível de conhecimento e de necessidade da organização.

Para isso, elas são separadas em módulos, para que o colaborador possa aproveitar ainda mais os conteúdos, potencialize as suas habilidades e estimule o autodesenvolvimento. Já as estratégias de aprendizado vem utilizando o meio digital como recurso para melhorar o aproveitamento dos conteúdos e para que os colaboradores permanecem engajados com os objetivos da universidade e da empresa.

Para complementar as videoaulas, videoconferências, palestras e conteúdos EAD, como o e-learning, podem ser utilizados outros métodos, como a gamificação. Assim, os treinamentos e cursos de desenvolvimentos não se tornam monótonos e robotizados. Além desses dois pontos principais (estratégias de aprendizagem e trilhas de aprendizagem), as universidades corporativas têm algumas outras características que podemos destacar. Algumas das particularidades que regem o funcionamento desse recurso didático são:

  • utilizam metodologias de ensino mais dinâmicas, pró-ativas e complementares, de acordo com as necessidades da empresa;
  • focam no desenvolvimento de competências, habilidades e capacidades essenciais e específicas, como a inovação;
  • não se restringe a setores de gestão, ou liderança, o público é ampla e pode contemplar até setores operacionais;
  • procuram acompanhar as novidades, tendências e demandas do mercado.

Também é importante ressaltar que as universidades corporativas não funcionam de maneira a substituir ou disputar espaço com as universidades tradicionais, ou se cursos de pós-graduação, por exemplo. O trabalho delas é complementar e especificamente voltado para as necessidades, características e missão da organização em questão.

Outra diferença é que as instituições tradicionais precisam ser regulamentadas pelo MEC e devem fornecer diploma. Já as universidades corporativas são somente vinculadas às empresas e não precisam de aprovação ou regulamentação do MEC. Afinal, os cursos e programas são exclusivamente de qualificação e profissional — por isso os certificados são opcionais e somente por participação.

As universidades empresariais também têm atuação importante na disseminação e no desenvolvimento da cultura organizacional e no alinhamento entre colaborador e organização.

Quais são as vantagens das universidades corporativas?

Afinal, por que esses centros de treinamento e desenvolvimento são importantes para as organizações? Em um mundo e em uma economia que passa por constantes alterações, renovações e inovações, informação é poder. Para que entenda melhor as vantagens de implementar uma universidade corporativa, separamos quais são os principais benefícios. Acompanhe.

Apoia as métricas do RH

As métricas de RH e indicadores são ferramentas para mensurar os resultados dos processos da empresa, de um determinado setor, de tarefas, estratégias ou de um projeto específico. Somente assim é possível identificar se as decisões estão caminhando conforme o esperado ou se há algo desalinhado.

As universidades corporativas atuam no melhorando dessas métricas de diversas formas. Um exemplo é: quanto mais alinhados, treinados e capacitados, menores são os erros dos colaboradores e gargalos produtivos. Dessa forma, se potencializa indicadores de produtividade e de receita por empregado e se reduz os de falhas e de custos provenientes de erros.

Outro exemplo da atuação das universidades empresariais nas métricas é o engajamento. Esses centros internos de ensino mostram aos colaboradores que a empresa se preocupa em investir neles, que o crescimento de cada profissional é importante e que eles não são meras peças da empresa que precisam receber e acatar ordens. Dessa forma, métricas importantes e prejudiciais das organizações são reduzidas, como a de turnover e o índice de absenteísmo.

Promove a inovação e o desenvolvimento da empresa

Uma universidade corporativa é uma ferramenta de formação interna. Dessa forma, os profissionais passam por qualificação, treinamento e desenvolvimento constante, de maneira que acompanham as novidades e necessidades do mercado.

Com isso, os colaboradores terão conhecimento sobre conteúdos e inovações que poderão ser aplicados dentro de suas funções e setores na organização, como as habilidades gerenciais, ferramentas de gestão que podem otimizar o trabalho e reduz custos.

Crescimento dos profissionais e desenvolvimento de líderes

Para uma empresa, é mais eficiente, vantajoso e financeiramente mais benéfico investir no crescimento, no desenvolvimento e na capacitação dos seus colaboradores do que contratar novos para cargos de líderes. Um bom processo de recrutamento e seleção é demorado, caro e nem sempre se encontra exatamente o que a empresa precisa. Sem contar que ainda há o processo de onboarding e treinamento para exercer as funções.

Por outro lado, o profissional que já contratado, está acostumado com a cultura da empresa, entende dos processos e terá um tempo de adaptação consideravelmente menor. Em outras palavras, as universidades corporativas auxiliam programas de crescimento interno, que beneficiará tanto o colaborador quanto a organização.

Treinamento contínuo

As mudanças da economia, do mercado e dos consumidores fazem com que as empresas precisem manter os seus colaboradores treinados e em aprendizado contínuo. Isso é possível por meio das universidades corporativas, já que elas são implementadas como um centro interno e que unem os objetivos dos gestores, as mudanças do mercado e os conhecimentos dos colaboradores.

Foco nos problemas e gargalos

Os treinamentos das universidades corporativas tendem a ser mais ficados e centralizados. Por serem uma instituição interna e gerenciada pela própria empresa, os módulos, conteúdos e abordagens são focados nos problemas e nas necessidades da organização.

Ao contrário de alguns treinamentos convencionais que costumam abordar problemas mais generalizados e conteúdos que nem sempre serão completamente aproveitados na organização.

Melhor desempenho de toda a empresa

As universidades corporativas, apesar de focarem e investirem nos colaboradores, todos saem ganhando. Profissionais alinhados, atualizados, capacitados e bem treinados são mais produtivos, trabalham melhor e auxiliam o desenvolvimento de todo o negócio. Além disso, os conhecimentos adquiridos serão focados e estarão em sintonia com as estratégias da organização.

Como estruturar uma universidade corporativa?

Para que os resultados de uma universidade corporativa sejam alcançados e os seus benefícios aproveitados, é necessário que o processo de estruturação e de implementação seja feito com cuidado e muito planejamento.

Afinal, não se trata somente de passar alguns conteúdos e de manter os colaboradores estudando. As estratégias, módulos e conteúdos precisam estar alinhados ao negócio. Assim como a implementação e mudança de um processo ou ferramenta, é preciso que se faça um plano de implementação.

Por meio desse planejamento se estuda as necessidades da organização e as ferramentas, e investimentos necessários para implementar essa universidade. Por exemplo, será necessário contratar um analista de treinamento? Será preciso fazer mudanças estruturais na empresa?

Além disso, é preciso que toda a empresa passe por uma análise de desempenho, para que seja possível identificar os níveis de conhecimento, produtividade e outros fatores que orientarão os processos e conteúdos de aprendizagem. Para que saiba por onde começar, fizemos um breve passo a passo com o mais importante a ser planejado para iniciar a sua universidade corporativa.

Faça o orçamento

Como dito, um dos primeiros passo do seu planejamento é fazer um orçamento dos investimentos necessários para a universidade. Normalmente, são itens comuns de aprendizagem e de uma sala de aula, como quadros, mesas, datashow e outros itens desse tipo.

Espaço físico

Há alguma sala ou andar da empresa que poderá ser utilizado como sala de aula para a universidade corporativa? Quantas pessoas participarão dos cursos simultaneamente? Os conteúdos serão passados digitalmente? Ou seja, após o orçamento pense se será necessário organizar ou adaptar um espaço físico na empresa.

Atualmente, muitas grandes empresas optam por utilizar plataformas EAD para treinar e desenvolver os seus colaboradores. Além da flexibilidade, é possível reduzir custos — principalmente relacionados à contratação de especialistas e de estruturação de um espaço físico.

Gestão de conteúdos

Não basta abordar assuntos que estão em alta e passá-los aos colaboradores. Conforme explicado, é necessário que os módulos e as aulas estejam alinhados às características, aos problemas e às necessidades da empresa. Por isso, planos de treinamento prontos na internet, pode não ser o que a sua empresa precisa.

Será necessário personalizar e montar as suas próprias trilhas de aprendizagem, pois não basta colocar assuntos aleatórios nas plataformas, ou reunir todos os colaboradores. Os profissionais precisam ser separados por área de atuação, afinal, os conteúdos da liderança, não serão os mesmos do marketing e do atendimento, por exemplo.

Quais são as melhores práticas para criar uma universidade corporativa?

Além do planejamento para estruturação e implementação das universidades corporativas, há algumas boas práticas que podem ajudar ainda mais no sucesso dos seus treinamentos. Vamos acompanhar e entender quais são essas práticas recomendadas.

Monte uma equipe

Para manter o treinamento contínuo na empresa e ter cursos que realmente agreguem ao profissional e à empresa, é preciso tempo. Por isso, é indicado que se monte uma equipe que ficará exclusivamente responsável pela universidade corporativa.

Além do tempo de trabalho que esses centros de aprendizagem demandam, os colaboradores têm níveis diferentes de conhecimento e de necessidades. Ou seja, é preciso que os módulos e as aulas atendam esses diferentes perfis, sejam os cursos presenciais, sejam por meio de plataformas.

No entanto, não basta escolher pessoas aleatoriamente para que passem a ser encarregadas da universidade. Será necessário que se delegue um líder e outras pessoas fundamentais do time, como os desenvolvedores dos conteúdos e profissionais capacitados e com boa didática para transmitir os conhecimentos.

Estabeleça metas, objetivos e métricas

O que a empresa pretende com a universidade corporativa? Quais são as metas de ensino e de aprendizagem para os colaboradores? Como esses resultados e objetivos serão mensurados?

Assim como toda estratégia e mudança organizacional, a universidade corporativa precisa ter objetivos e indicadores de desempenho definidos. Uma das metas mais comuns para essa ferramenta de aprendizagem é justamente o treinamento contínuo e o desenvolvimento de habilidades alinhadas às demandas e novidades do mercado, principalmente aquelas relacionadas à inovação e tecnologias.

Sempre priorize a tecnologia

Assim como nos demais setores da sua empresa, a tecnologia aprimora, otimiza e melhora os resultados das universidades corporativas, além de reduzir diversos custos. Portanto, uma das boas práticas ao implementar a universidade corporativa é investir na tecnologia e na informatização.

Um exemplo disso, conforme mencionado, são as plataformas. Todos os conteúdos são colocados nessa ferramenta, salvos automaticamente e não precisará ser construído do zero. Além disso, essas plataformas flexibilizam o aprendizado e tornam o acompanhamento de desempenho mais fácil.

Busque ajuda profissional

Como você pode perceber, o processo de estruturação e de implementação de uma universidade corporativa não é dos mais rápidos e simples. Para evitar erros e gastos desnecessários, uma opção é buscar ajuda de empresas especializadas em treinamentos corporativos. Com o suporte de profissionais, você já contará com metodologias de ensino da empresa de treinamentos, com ferramentas e um pessoal capacitado e treinado para capacitar outras pessoas. Ou seja, não será necessário estruturar o seu treinamento e a sua universidade do zero.

Quais erros devem ser evitados na elaboração de uma universidade corporativa?

Sem dúvidas, um dos principais e mais prejudiciais erros durante a implementação das universidades é a falta de planejamento. Esse é um deslize que leva a empresa a vários outros problemas, como investimentos desnecessários, falta de estrutura e metodologias nos cursos e treinamentos desalinhos às necessidades da empresa e dos colaboradores.

Além disso, podemos separar outros problemas. Veja quais são e como evitá-los.

Não aceitar sugestões e críticas construtivas

Os gestores e responsáveis por uma universidade corporativa precisam manter uma comunicação aberta com os colaboradores da empresa, a liderança e outros setores, como os Recursos Humanos.

Será por meio desse relacionamento que se identificará necessidades a serem trabalhadas dentro da universidade e se mapeará os treinamentos. Além disso, os profissionais que estão sendo treinados, devem ter abertura o suficiente para passarem feedbacks negativos e positivos. Afinal, eles podem identificar algum problema na forma em que os conteúdos são passados ou alguma dificuldade que possam enfrentar.

Não saber o que se quer

É mais comum do que você imagina, empresas que desejam implementar uma universidade corporativa, mas sem saber ao certo o porquê ou para quê. Oferecer treinamentos aleatórios ou somente por oferecer é tão prejudicial quanto não ter programas de desenvolvimento.

Além disso, os colaboradores percebem quando as empresas estão engajadas com o seu crescimento ou fazem cursos e treinamento somente por fazer, ou para divulgar na mídia. Portante, tenha objetivos e metas bem esclarecidas para a sua universidade corporativa.

Deixar de avaliar o desempenho

Outro erro prejudicial é parar e mensurar e acompanhar os processos da universidade corporativa após a implementação. Quando ela já estiver em funcionamento, é preciso acompanhar se houve melhorias no desempenho dos profissionais e se os resultados estão conforme o esperado.

Como dissemos, o treinamento precisa ser contínuo para que a organização possa se beneficiar. Para isso, é necessário acompanhar a evolução dos profissionais e as novas necessidades que surgem. Além disso, é por meio desse processo de acompanhamento que se identifica possíveis necessidades de mudanças e melhorias no planejamento da universidade. Também é importante avaliar se os aprendizados estão sendo aplicados no dia a dia da organização.

Quais ferramentas utilizar para a criação da universidade corporativa?  

Além das plataformas de ensino, há outras tecnologias que podem ajudar muito na sua universidade corporativa. Primeiramente, é importante contar com softwares de gestão, para que todas as necessidades da empresa sejam identificadas e que todos os setores possam acompanhar os resultados, e necessidades do negócio. A partir daí, que são identificados os treinamentos e aperfeiçoamentos necessários para cada setor.

Com isso em mente, há algumas ferramentas e soluções que o ajudarão no dia a dia da universidade empresarial. Se a empresa optar por utilizar plataformas de ensino, é importante buscar por uma LMS ou Learning Management System.

Essas são soluções, geralmente em nuvem, que engloba todas as ferramentas e recursos necessários para estruturar treinamentos. Outras ferramentas que podem ser utilizadas são aquelas para gravar e editar vídeos, templates para os conteúdos, PowerPoints e vídeoaulas, além de ferramentas para aprendizado interativo — principalmente em estratégias de gamificação.

As universidades corporativas são centros internos de aprendizagem empresarial. Essas instituições implementadas e mantidas dentro das empresas são um grande diferencial competitivo para o seu negócio, já que mantém os colaboradores atualizados e capacitados. Porém, é preciso tempo e recursos para estruturar uma.

Precisa manter os seus colaboradores treinados, mas não sabe por onde começar? Entre em contato conosco e conheça as nossas metodologias de educação corporativa.

Fique informado ao assinar a Newsletter Aspectum

Obrigado! Seus dados foram recebidos com sucesso.
Oops! Algo deu errado. Favor tentar novamente.
Junte-se a milhares de pessoas que recebem dicas sobre crescimento humano, hábitos de alta performance, habilidades de diálogo e liderança de equipes.